SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 issue1Antioxidant and inhibitory action on tyrosinase from Dipteryx alata Vogel (Baru) leavesInfluence of harvest time on the yield and composition of essential oil from the Brazilian "erva-cidreira" [Lippia alba (Mill.) N. E. Br.] author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Plantas Medicinais

Print version ISSN 1516-0572

Abstract

ARRUDA, J.T. et al. Efeito do extrato aquoso de camomila (Chamomilla recutita L.) na prenhez de ratas e no desenvolvimento dos filhotes. Rev. bras. plantas med. [online]. 2013, vol.15, n.1, pp.66-71. ISSN 1516-0572.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-05722013000100009.

As plantas medicinais possuem substâncias ativas e, muitas vezes, o efeito tóxico sobre o organismo é desconhecido ou ignorado pelos usuários. A camomila é muito utilizada pela população, porém, contra-indicada para gestantes por possuir indícios de atividade emenagoga e relaxante da musculatura lisa. Por esses motivos, o objetivo do presente estudo foi avaliar os efeitos do extrato aquoso de camomila na gestação e nos filhotes gerados. Foram utilizadas 9 ratas da linhagem Wistar, divididas em 3 grupos, D1 e D2 que receberam infusão de camomila a 5% e 10% respectivamente, e o grupo controle que recebeu soro fisiológico. Os tratamentos foram administrados por via oral, desde o 1o ao 7o dia após o cruzamento. Os parâmetros estudados foram: prevalência de abortos, ganho de peso materno durante a prenhez, morte fetal e materna, malformações fetais grosseiras, número de recém-nascidos, peso dos filhotes, e análise de reflexos neurológicos dos filhotes (postural, preensão e orientação) no 1o, 3o, 5o e 10o dias de vida. Houve gestação em 70% do grupo controle, 40% do D1 e 80% do D2. Não houve diferença no ganho de peso materno no 7o e 21o dia, porém, os grupos tratados obtiveram ganho de peso menor em relação ao controle no 14o dia de gestação (p=0,04). As diferenças entre o número de recém-nascidos não foram significantes. Quanto ao peso dos recém-nascidos, os animais tratados apresentaram menor ganho de peso aos dias 1, 3, 5, e 10 após o nascimento (p=0,005; p=0,001; p<0,001; p<0,001; respectivamente). Ocorreram diferenças no reflexo postural no 1o dia, ocorrendo aceleração (p=0,005); já no reflexo de preensão (p=0,006), e no reflexo de orientação (p=0,01) houve retardo no desaparecimento, sem alteração nos demais dias sobre os outros parâmetros avaliados. A camomila pode influenciar, tanto no ganho de peso materno durante a gestação, como no dos filhotes após o nascimento, e pode provocar alterações nos reflexos neurológicos. Não se observou alteração nos demais parâmetros estudados.

Keywords : plantas na gravidez; camomila; teratogênese.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License