SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 número1Atividade antibacteriana in vitro de quatro espécies vegetais em diferentes graduações alcoólicasAvaliação do perfil cromatográfico obtidos por CLAE-DAD e da atividade antioxidante das folhas de espécies Campomanesia sessiliflora (O. Berg) Mattos e Campomanesia xanthocarpa O. Berg índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Plantas Medicinais

versão impressa ISSN 1516-0572

Resumo

LINS, R. et al. Avaliação clínica de bochechos com extratos de Aroeira (Schinus terebinthifolius) e Camomila (Matricaria recutita L.) sobre a placa bacteriana e a gengivite. Rev. bras. plantas med. [online]. 2013, vol.15, n.1, pp.112-120. ISSN 1516-0572.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-05722013000100016.

A presente pesquisa objetivou avaliar clinicamente o efeito de bochechos à base de extratos das plantas medicinais, aroeira (Schinus terebinthifolius) e camomila (Matricaria recutita L.), sobre o controle da placa bacteriana e o tratamento da gengivite. Para tanto, foi realizado um ensaio clínico randomizado, duplo cego, intervencionista, envolvendo 59 indivíduos adultos atendidos na Clínica do Curso de Odontologia da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). A amostra foi constituída por pacientes portadores de gengivite crônica. A referida amostra foi selecionada aleatoriamente e dividida em três grupos: bochecho com Clorexidina (grupo controle positivo); bochecho com Camomila (grupo teste 1); bochecho com Aroeira (grupo teste 2). Durante a primeira visita do paciente, e, previamente à realização dos bochechos, todos foram orientados quanto à higiene bucal e submetidos ao procedimento de raspagem e alisamento radicular (RAR) da boca toda em uma única sessão. Os bochechos foram realizados a partir do primeiro atendimento clínico até o 15º dia após o início do tratamento, na frequência de duas vezes ao dia. Para avaliação da condição periodontal da amostra realizada no 1º, 7º e 15º dias foram aplicados os Índices de Sangramento Gengival (ISG) e de Placa (IP). Os pacientes foram reavaliados 7 e 15 dias após o início do uso do respectivo bochecho. Os resultados apontaram que o IP e o ISG apresentaram redução significativa nos três grupos. Quanto ao IP, o bochecho de camomila obteve a maior redução de acúmulo de placa e o bochecho de aroeira, a menor redução. Para os índices de sangramento, os resultados foram equivalentes, de forma que não foram consideradas diferenças estatisticamente significativas entre os bochechos. Foram considerados satisfatórios os bochechos a base de Camomila (Matricaria recutita L.) e Aroeira (Schinus terebinthifolius) na redução do quadro de inflamação gengival da amostra, sendo o bochecho de Camomila (Matricaria recutita L.) o que apresentou melhor desempenho na redução do índice de placa bacteriana.

Palavras-chave : Periodontia; Fitoterapia; Gengivite.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons