SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 número2Recipientes e substratos na produção de mudas e no cultivo hidropônico de tomilho (Thymus vulgaris L.)Medicamentos Fitoterápicos na odontologia: evidências e perspectivas sobre o uso da aroeira-do-sertão (Myracrodruon urundeuva Allemão) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Plantas Medicinais

versão impressa ISSN 1516-0572

Resumo

SAUDE-GUIMARAES, D.A.; RASLAN, D.S.  e  OLIVEIRA, A.B.. Atividade antitumoral in vitro de lactonas sesquiterpenicas de Lychnophora. Rev. bras. plantas med. [online]. 2014, vol.16, n.2, pp.275-282. ISSN 1516-0572.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-05722014000200017.

As lactonas sesquiterpênicas licnofolida e eremantolida C foram isoladas de Lychnophora trichocarpha Spreng. (Asteraceae), espécie vegetal nativa do cerrado brasileiro e popularmente conhecida por arnica brasileira. As lactonas sesquiterpênicas são conhecidas por apresentarem variadas atividades biológicas, incluindo atividade antitumoral. O presente artigo relata a avaliação da atividade antitumoral in vitro de licnofolida e eremantolida C frente a um painel de 52 linhagens de células tumorais, provenientes de tumores humanos referentes a nove principais tipos de câncer. Os testes foram conduzidos no National Cancer Institute, USA (NCI, USA). Licnofolida apresentou atividade significativa frente a 30 linhagens de células tumorais referentes a sete tipos de câncer, com valores de CI100 (concentração que inibe 100% do crescimento celular) entre 0,41 µM e 2,82 µM. Eremantolida C mostrou atividade significativa frente a 30 linhagens de células tumorais referentes a oito tipos de câncer, com valores de CI100 entre 21,40 µM e 53,70 µM. Licnofolida apresentou valores de concentração letal 50% (CL50) para 30 linhagens de células tumorais humanas entre 0,72 e 10,00 µM, enquanto eremantolida C mostrou valores de CL50 para 21 linhagens entre 52,50 e 91,20 µM. Licnofolida apresentou um interessante perfil de atividade antitumoral. A presença na estrutura química da licnofolida de uma α-metileno-γ-lactona, além de dois grupos ésteres α,β-insaturados, podem ser responsáveis pela melhor atividade e maior citotoxicidade desta substância em relação à eremantolida C.

Palavras-chave : Licnofolida; eremantolida C; lactonas sesquiterpênicas; Lychnophora trichocarpha; antitumoral.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons