SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 número4  suppl.2Determinação de ácido rosmarínico em Cordia verbenacea por cromatografia líquida: aplicabilidade em estudo sazonalA ação do óleo de pequi (Caryocar brasiliense) no processo cicatricial de lesões cutâneas em ratos. índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Plantas Medicinais

versão impressa ISSN 1516-0572versão On-line ISSN 1983-084X

Resumo

CONRADO, G.G. et al. Atividade anti bacteriana e compostos químicos das folhas e ramos de Protium hebetatum. Rev. bras. plantas med. [online]. 2015, vol.17, n.4, suppl.2, pp.865-874. ISSN 1516-0572.  http://dx.doi.org/10.1590/1983-084X/14_123.

Atividade antibacteriana e compostos químicos de folhas e galhos de Protium hebetatum. Extratos e frações de folhas e galhos de Protium hebetatum D. C. Daly (Burseraceae) foram investigados quanto sua atividade antibacteriana e composição química. O extrato metanólico dos galhos (EMG) foi considerado ativo contra Escherichia coli e Proteus vulgaris, apresentando um halo de inibição de 13 mm, sendo selecionado para um fracionamento fitoquímico biomonitorado. A partir da técnica de microdiluição em caldo o EMG foi considerado um inibidor moderado contra Staphylococcus aureus, Pseudomonas aeruginosa e Enterococcus faecalis, apresentando uma concentração inibitória mínima (CIM) de 1mg/mL. A fração diclorometânica foi considerada inibidora moderada contra S. aureus (CIM de 1 mg/mL) e inibidora potente contra E. faecalis (CIM de 0,5 mg/mL). F1, F2, F5 e F6 provenientes da fração diclorometânica foram consideradas inibidoras moderadas contra S. aureus (CIM de 1 mg/mL). Através da análise por cromatografia gasosa acoplada a espectrometria de massa, foram identificados dezoitos compostos, dos quais treze (isoeugenol, p-vinilguaiacol, metoxieugenol, cumarina, 5-hidroxi-escopoletina, 4,7-dihidroxi-6-metoxicromam-2-ona, 4[(1E]-3-hidroxi-1-propenil)-2-methoxifenol, piperonal, escoparona, o-guaiacol, espatulenol, seringol e antiarol) foram identificados pela primeira vez nesta espécie. Foram também identificados os triterpenos α-amirina e β-amirina, os esteroides estigmasterol e sitosterol e a cumarina escopoletina, que estão intimamente ligados à atividade antibacteriana da espécie.

Palavras-chave : Protium hebetatum; atividade antibacteriana; cumarinas; Staphylococcus aureus; Enterococcus faecalis.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )