SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 número4  suppl.2Estudo etnofarmacológico em entorno de floresta urbana como subsídio para a implantação da Fitoterapia no Sistema Único de SaúdeThuya occidentalis CH12 como tratamento alternativo da papilomatose canina índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Plantas Medicinais

versão impressa ISSN 1516-0572versão On-line ISSN 1983-084X

Resumo

GALLON, M.E. et al. Determinação dos parâmetros anatômicos, físico-químico e fitoquímicos das folhas de Solanum lycocarpum A. St.- Hill. Rev. bras. plantas med. [online]. 2015, vol.17, n.4, suppl.2, pp.937-944. ISSN 1516-0572.  http://dx.doi.org/10.1590/1983-084X/14_127.

A espécie vegetal Solanum lycocarpum, Solanaceae, popularmente conhecida como lobeira, está distribuída por todo o Brasil, principalmente em áreas do cerrado. Estudos comprovam que os frutos possuem diversas atividades e, atualmente, estão sendo utilizados no tratamento da diabetes. As folhas são utilizadas popularmente contra afecções das vias urinárias, cólicas abdominais e renais, espasmos e epilepsia, porém são poucos os estudos científicos que verificam as atividades farmacológicas das folhas. Assim, torna-se necessária a determinação de parâmetros anatômicos, físico-químicos e fitoquímicos que auxiliarão em futuras identificações e controle de qualidade da droga vegetal. Neste estudo foi realizada a coleta, secagem e pulverização das folhas de Solanum lycocarpum para a obtenção da droga vegetal e posterior caracterização desta. As análises microscópicas do pecíolo, nervura central e mesofilo revelaram características típicas da família Solanaceae, observando-se um sistema vascular bicolateral e a presença de areia cristalina e tricomas estrelados. A triagem fitoquímica, constatou a presença de taninos, flavonoides, esteróides e triterpenos, cumarinas e saponinas. Obteve-se o teor médio de 9,90% de perda por dessecação, 7,91% de cinzas totais e de 0,37% de cinzas insolúveis em ácidos. Para as substâncias extraíveis por álcool, o teor médio encontrado foi de 14,479% para o método de extração por Soxhlet e 0,987% para o método de extração a frio. Assim, espera-se que esses dados possam ser utilizados na identificação e controle de qualidade da droga vegetal de Solanum lycocarpum para a produção de novos medicamentos fitoterápicos.

Palavras-chave : Solanum lycocarpum; parâmetros analíticos; Solanaceae.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )