SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.18 número2Plantas medicinais referenciadas por raizeiros no município de Jataí, estado de GoiásQualidade de sementes de feijão carioca armazenado sob tratamentos com plantas aromáticas de potencial repelente índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Plantas Medicinais

versão impressa ISSN 1516-0572versão On-line ISSN 1983-084X

Resumo

LIMA, I.E.O.; NASCIMENTO, L.A.M.  e  SILVA, M.S.. Comercialização de Plantas Medicinais no Município de Arapiraca-AL. Rev. bras. plantas med. [online]. 2016, vol.18, n.2, pp.462-472. ISSN 1516-0572.  http://dx.doi.org/10.1590/1983-084X/15_201.

O comércio de plantas medicinais em feiras livres faz parte da cultura de muitas cidades da região Nordeste do Brasil. Objetivou-se com esta pesquisa verificar a existência de padrões de comercialização de plantas medicinais nas feiras livres do município de Arapiraca-AL. A metodologia incluiu a realização de entrevistas semiestruturadas, aplicadas a vendedores de plantas medicinais, sendo estas gravadas em áudio após assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido, as técnicas da observação direta, “bola de neve” e lista livre. Os informantes indicaram 42 plantas medicinais, tendo Fabaceae com maior destaque em número de espécies. Do total de espécies identificadas, a maior parte é nativa (82%) e o hábito predominante é o arbóreo. Este estudo revelou que a produção e comercialização de plantas medicinais possuem um padrão local, com as plantas adquiridas através de terceiros, não havendo um padrão mínimo de qualidade, sendo necessária a implantação de políticas públicas voltadas a capacitação destes profissionais, agregando valor ao saber popular sobre plantas medicinais.

Palavras-chave : Plantas medicinais; Padrão de comercialização; Etnobotânica.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )