SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 número2PARA UMA SUSPENSÃO DO TEMPO ORDINÁRIO - A EXPERIÊNCIA DA FESTA, DO TÉDIO E DO DIVÃTOTEM E TABU: NOTAS SOBRE PARRICÍDIO E FICÇÃO índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ágora: Estudos em Teoria Psicanalítica

versão impressa ISSN 1516-1498versão On-line ISSN 1809-4414

Resumo

CARVALHO, Maura Cristina de  e  LAZZARINI, Eliana Rigotto. A ENUNCIAÇÃO DO ANALISTA COMO (TRADUÇÃO) POÉTICA: UM PERCURSO PELA POESIA CONCRETA PARA ROÇAR LALÍNGUA DA TÉCNICA LACANIANA. Ágora (Rio J.) [online]. 2019, vol.22, n.2, pp.219-227.  Epub 27-Maio-2019. ISSN 1809-4414.  http://dx.doi.org/10.1590/1809-44142019002009.

Propomos compreender a poética (Aristóteles, Benjamim) como um aspecto da técnica de enunciação psicanalítica. Partindo da postulação lacaniana conhecida como lalíngua, encontra-se um paralelo entre esta língua preconizada por Lacan e o uso da linguagem tal qual ele é feito na composição da poesia concretista. Através da análise literária de dois poemas brasileiros desta escola, somados às narrativas dos próprios poetas sobre o processo criativo que os incutiu, perfaz-se um caminho para a compreensão da assertiva lacaniana de que “o inconsciente é um savoir-faire com lalíngua” como uma consideração sobre o aspecto de criação poética imbuído no enunciado do analista.

Palavras-chave : interpretação psicanalítica; poética; Jacques Lacan.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )