SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.11 issue4Verbal and non-verbal praxic abilities in stutterersPerformance by task in phonological awareness: gender, age and severity of phonological disorder author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista CEFAC

Print version ISSN 1516-1846

Abstract

DIAS, Roberta Freitas; MOTA, Helena Bolli  and  MEZZOMO, Carolina Lisbôa. A consciência fonológica e a consciência do próprio desvio de fala nas diferentes gravidades do desvio fonológico. Rev. CEFAC [online]. 2009, vol.11, n.4, pp. 561-570. ISSN 1516-1846.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-18462009000800004.

OBJETIVO: verificar a relação das habilidades em consciência fonológica e da consciência do próprio desvio de fala com diferentes gravidades do desvio fonológico. MÉTODOS: 14 crianças participaram desse estudo, com idades entre 5:0 e 6:11;29, apresentando diagnóstico de desvio fonológico. Os desvios fonológicos foram classificados de duas formas: quantitativa e qualitativa. Conforme a classificação quantitativa foram formados os grupos Desvio Médio, Desvio Médio-Moderado e Desvio Moderado-Severo. Seguindo a classificação qualitativa, foram formados o grupo com características Atrasadas e o grupo com características Iniciais. Para a obtenção dos dados foram aplicados o Protocolo de Tarefas de Consciência Fonológica e o Teste de consciência do próprio desvio de fala. Os dados foram analisados por meio do teste estatístico Kruskal-Wallis. RESULTADOS: diferenças estatisticamente significantes foram observadas no desempenho das tarefas de realismo nominal e de detecção de sílaba entre os grupos classificados de maneira qualitativa. Para os grupos classificados de forma quantitativa não houve diferença estatisticamente significante em nenhuma das tarefas de consciência fonológica. Contudo, quanto à consciência do próprio desvio de fala, somente estes últimos grupos apresentaram diferença estatisticamente significante entre si. CONCLUSÃO: identificou-se uma possível relação entre o desempenho nas tarefas de consciência fonológica e as diferentes gravidades dos desvios fonológicos, principalmente quando classificados de forma qualitativa. A consciência do próprio desvio de fala também parece sofrer influência das diferentes gravidades do desvio fonológico, sobretudo, quando classificados de forma quantitativa.

Keywords : Fala; Distúrbios da Fala; Criança; Linguagem.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese