SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.12 número2Percepção da voz e saúde vocal em idosos coralistasCaracterísticas morfofuncionais do trânsito orofaríngeo na bulimia: revisão de literatura índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista CEFAC

versão impressa ISSN 1516-1846

Resumo

PANHOCA, Ivone  e  PUPO, Aline Cristina de Salles. Cuidando de quem cuida: avaliando a qualidade de vida de cuidadores de afásicos. Rev. CEFAC [online]. 2010, vol.12, n.2, pp.299-307.  Epub 30-Abr-2010. ISSN 1516-1846.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-18462010005000034.

OBJETIVO: avaliar a qualidade de vida de cuidadores de afásicos, utilizando-se o "Questionário de sobrecarga do cuidador (Burden Interview - Zarit)". MÉTODOS: responderam as 22 questões do questionário, 30 cuidadores de afásicos, de ambos os sexos, que eram atendidos em uma clínica-escola de uma faculdade de Fonoaudiologia do interior do estado de São Paulo. Além disso, foram coletados os seguintes dados: sexo; idade; nível de escolaridade; há quanto tempo ocupava a posição de cuidador; grau de parentesco com o afásico; quais suas maiores dificuldades no trato com o afásico; tipo de afasia da pessoa sob seus cuidados (e acometimentos associados). Foram analisadas tais variáveis a fim de verificar como elas influenciavam na sobrecarga e, além disso, verificou-se a relação entre a pontuação geral do questionário e a questão em que o próprio cuidador respondia como avaliava sua sobrecarga como cuidador. RESULTADOS: constatou-se que as variáveis "parentesco" e "dificuldades no trato com o afásico" estão relacionadas com a sobrecarga do cuidador, sendo que as maiores sobrecargas foram encontradas nos que cuidam de afásicos que apresentam maiores comprometimentos linguísticos e que se irritam facilmente quando não são compreendidos. Quanto ao grau de parentesco os pais de afásicos são os que se sentem mais sobrecarregados, seguidos pelos cônjuges, filhos e irmãos. CONCLUSÃO: os resultados encontrados mostraram que o cuidador do afásico apresenta sobrecarga física e emocional, sendo de extrema importância conhecer suas necessidades, para melhor assisti-los e orientá-los, buscando minimizar a sobrecarga e melhorando a qualidade de vida.

Palavras-chave : Saúde Pública; Qualidade de Vida; Acidente Cerebral Vascular; Afasia; Linguagem.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons