SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 issue2Development and verification of an instrument for assessing expectations of new hearing aid usersSelective hearing screening program for children under risk at a hearing health service in São Paulo author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista CEFAC

On-line version ISSN 1982-0216

Abstract

ANGRISANI, Rosanna Mariangela Giaffredo et al. PEATE automático em recém nascidos de risco: estudo da sensibilidade e especificidade. Rev. CEFAC [online]. 2012, vol.14, n.2, pp. 223-233.  Epub July 08, 2011. ISSN 1982-0216.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-18462011005000065.

OBJETIVO: verificar a sensibilidade e especificidade do teste de potencial evocado auditivo de tronco encefálico em equipamento automático (PEATEa), comparando-o ao teste de potencial evocado auditivo de tronco encefálico em equipamento diagnóstico (PEATE) em um programa de triagem auditiva neonatal em neonatos de risco. MÉTODO: foram avaliados 186 neonatos, 83 nascidos a termo e 103 pré-termo, sendo 88 do sexo masculino e 98 feminino. A triagem constou de emissões otoacústicas evocadas por estímulos transientes (EOAT), PEATEa e ao PEATE na mesma semana. RESULTADOS: dos 186 neonatos avaliados, 156 (83,9%) apresentaram audição normal. A perda condutiva foi encontrada em 9 neonatos (4,8%),sendo 7 bilaterais e 2 unilaterais. A perda auditiva coclear foi observada em 5 neonatos (2,7%) sendo um unilateral. Alteração central foi obtida em 11 neonatos (5,9%) e um neonato foi diagnosticado como espectro da neuropatia auditiva -ENA(0,5%).Em 4 casos houve atraso maturacional na avaliação inicial com normalização das respostas no mês seguinte Comparando-se os resultados do PEATEa com o PEATE, observou-se alta sensibilidade ( superior a 99%) para identificação de perda coclear,condutiva, central, atraso maturacional e ENA .A especificidade do PEATEa foi de 100% para ENA, mediana para perda coclear (75% na OD e 60% na OE), e para alterações centrais (54,5%OD e 63,6% OE). Para identificação de perdas condutivas (inferior a 43%). CONCLUSÃO: o PEATEa foi eficaz na identificação das neuropatias auditivas com elevada especificidade e sensibilidade. Contudo, falsos negativos foram observados para perdas cocleares, condutivas, para alterações centrais e atraso maturacional.

Keywords : Recém-nascido; Triagem Neonatal; Potenciais Evocados Auditivos; Perda Auditiva.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese