SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 issue6Effectiveness of speech and language therapy and brief intervention proposal in mouth breathersInterference of oropharyngeal dysphagia in food consumption in patients with mucopolysaccharidosis II author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista CEFAC

On-line version ISSN 1982-0216

Abstract

ARIZOLA, Hilda Gabriela Arantes de; BRESCOVICI, Silvana Maria; DELGADO, Susana Elena  and  RUSCHEL, Caroline Kurtz. Modificações faciais em clientes submetidos a tratamento estético fonoaudiológico da face em Clínica-Escola de Fonoaudiologia. Rev. CEFAC [online]. 2012, vol.14, n.6, pp. 1167-1183.  Epub May 29, 2012. ISSN 1982-0216.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-18462012005000041.

OBJETIVO: identificar possíveis modificações faciais em pacientes submetidos à tratamento estético fonoaudiológico da face na Clínica-Escola de Fonoaudiologia e verificar se estas modificações foram percebidas pelo cliente, por terceiros e por fonoaudiólogos, e constatar o grau de satisfação do cliente com o resultado. MÉTODO: participaram do estudo 11 mulheres com idade de 40 a 50 anos (média de idade 44,5 ± 3,6 anos), excluíram-se as com tratamento fonoaudiológico estético ou cirurgia faciais prévios e patologias neurológicas. Submeteram-se a 10 sessões de terapia, com exercícios estáticos e dinâmicos. Responderam questionário sobre modificações percebidas por elas ou referidas por terceiros. Suas fotos pré e pós tratamento foram analisadas por fonoaudiólogos especialistas em motricidade orofacial identificando presença ou ausência de modificações. Em escala análoga visual de 100 mm, marcaram seus graus de satisfação com aparência facial pré e pós tratamento. RESULTADOS: todas (100%) perceberam modificações faciais: diminuição das rugas dos olhos e dos lábios (100%) e diminuição do sulco nasolabial, lábios mais definidos, pele mais viçosa e brilhante e suavização das marcas de expressão (90,91%). Terceiros referiram modificação: diminuição das olheiras pele mais viçosa e brilhante (45,45%). Não se encontrou concordância entre os três especialistas, embora tenham percebido em maior ou menor grau modificações na maioria das variáveis analisadas. O grau médio de satisfação com a aparência facial aumentou de 46,18 para 82,09 (p=0,05). CONCLUSÃO: o tratamento fonoaudiológico proporcionou modificações faciais percebidas pelas clientes, por terceiros e pelos especialistas. Elas mostraram-se mais satisfeitas com o aspecto estético da face após a intervenção fonoaudiológica.

Keywords : Fonoaudiologia; Estética; Face.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese