SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.116 issue1Langerhans cell histiocytosisPeritoneal borderline cystoadenocarcinoma author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Sao Paulo Medical Journal

Print version ISSN 1516-3180On-line version ISSN 1806-9460

Abstract

ROSSI, Benedito Mauro et al. Treatment of severe actinic rectitis. Sao Paulo Med. J. [online]. 1998, vol.116, n.1, pp.1629-1633. ISSN 1516-3180.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31801998000100007.

PROPOSTA: Os autores reportam os resultados do tratamento de três pacientes portadoras de retite actínica severa, com estenose ou perfuração, submetidas a proctossigmoidectomia anterior e anastomose coloanal transanal. MÉTODO: A cirurgia realizada para os três casos foi a ressecção de todo o retossigmóide, mucosectomia do canal anal, abaixamento do cólon esquerdo através da pelve e anastomose transanal do mesmo, manualmente, ao nível da linha pectínea, utilizando fios absorvíveis em pontos separados. Sempre foi realizada uma derivação intestinal de proteção. RESULTADOS: Os três casos não apresentaram complicações transcirúrgicas ou no pós-operatório imediato, porém, o primeiro caso desenvolveu trombose venosa profunda de membro inferior que foi tratada clinicamente com sucesso. As derivações intestinais foram fechadas nos três casos. A função esfincteriana foi considerada muito boa no primeiro caso e regular nos dois restantes. CONCLUSÃO: A técnica cirúrgica utilizada foi considerada adequada nos casos apresentados, sendo a primeira opção para manutenção do trânsito em pacientes com retite actínica severa, pois a anastomose é realizada utilizando cólon não irradiado com a linha pectínea, praticamente fora da pelve.

Keywords : Actinic rectitis; Coloanal anastomosis; Proctitis; Surgery; Sphincter preservation; Cervix carcinoma.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License