SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.116 issue1Langerhans cell histiocytosisPeritoneal borderline cystoadenocarcinoma author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Sao Paulo Medical Journal

Print version ISSN 1516-3180

Abstract

ROSSI, Benedito Mauro et al. Treatment of severe actinic rectitis. Sao Paulo Med. J. [online]. 1998, vol.116, n.1, pp. 1629-1633. ISSN 1516-3180.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31801998000100007.

PROPOSTA: Os autores reportam os resultados do tratamento de três pacientes portadoras de retite actínica severa, com estenose ou perfuração, submetidas a proctossigmoidectomia anterior e anastomose coloanal transanal. MÉTODO: A cirurgia realizada para os três casos foi a ressecção de todo o retossigmóide, mucosectomia do canal anal, abaixamento do cólon esquerdo através da pelve e anastomose transanal do mesmo, manualmente, ao nível da linha pectínea, utilizando fios absorvíveis em pontos separados. Sempre foi realizada uma derivação intestinal de proteção. RESULTADOS: Os três casos não apresentaram complicações transcirúrgicas ou no pós-operatório imediato, porém, o primeiro caso desenvolveu trombose venosa profunda de membro inferior que foi tratada clinicamente com sucesso. As derivações intestinais foram fechadas nos três casos. A função esfincteriana foi considerada muito boa no primeiro caso e regular nos dois restantes. CONCLUSÃO: A técnica cirúrgica utilizada foi considerada adequada nos casos apresentados, sendo a primeira opção para manutenção do trânsito em pacientes com retite actínica severa, pois a anastomose é realizada utilizando cólon não irradiado com a linha pectínea, praticamente fora da pelve.

Keywords : Actinic rectitis; Coloanal anastomosis; Proctitis; Surgery; Sphincter preservation; Cervix carcinoma.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English