SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.118 issue4Environmental tobacco smoke exposure among non-smoking waiters: measurement of expired carbon monoxide levelsAntidepressant efficacy of sertraline and imipramine for the treatment of major depression in elderly outpatients author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Sao Paulo Medical Journal

Print version ISSN 1516-3180

Abstract

GUATURA, Sandra Baltazar; MARTINEZ, José Antônio Baddini; BUENO, Patricia Cincotto dos Santos  and  SANTOS, Manuel Lopes dos. Increased exhalation of hydrogen peroxide in healthy subjects following cigarette consumption. Sao Paulo Med. J. [online]. 2000, vol.118, n.4, pp. 93-98. ISSN 1516-3180.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802000000400004.

CONTEXTO: Elevações do peróxido de hidrogênio exalado (H2O2-E) tem sido descritas em diversas doenças pulmonares tais como a síndrome do desconforto respiratório agudo, doença pulmonar obstrutiva crônica e asma. Essa técnica tem sido preconizada como um método simples capaz de refletir inflamação ao nível das vias aéreas. OBJETIVO: Avaliar os níveis de H2O2-E em indivíduos normais e determinar os efeitos agudos do consumo de um cigarro sobre seus valores. TIPO DE ESTUDO: Ensaio clínico, prospectivo, controlado. LOCAL: Laboratório de função pulmonar de um Hospital Universitário. PARTICIPANTES: Dois grupos de voluntários sadios: indivíduos que nunca fumaram [NS; n = 10; 4 homens; idade = 30,6 anos (DP 6,2)] e indivíduos fumantes atuais [S; n = 12; 7 homens; idade = 38,7 anos (DP 9,8)]. Todos os voluntários não apresentavam sintomas respiratórios e exibiam testes espirométricos dentro da normalidade. INTERVENÇÃO: Ar expirado foi coletado de todos os voluntários utilizando-se uma máscara facial e um sistema colocado em um frasco com gelo seco e etanol absoluto. Amostras do grupo S foram coletadas duas vezes, antes e meia hora após o consumo de um cigarro. VARIÁVEIS ESTUDADAS: Peróxido de hidrogênio expirado utilizando-se o método de Gallati e Pracht. RESULTADOS: Ambos os grupos mostraram níveis comparáveis de H2O2-E em condições basais [NS = 0,74 mM (DP 0,24) vs. S = 0,75 mM (DP 0,31)]. Os fumantes mostraram um aumento significante dos níveis de H2O2-E meia hora após o consumo de apenas um cigarro [0,75 mM (DP 0,31) vs. 0,95 mM (DP 0,22)]. CONCLUSÃO: Os resultados obtidos estão de acordo com o conceito de que o consumo de cigarros aumenta o estresse oxidativo com produção elevada de espécies reativas do oxigênio (ROS) contribuindo para o desenvolvimento de doenças relacionadas ao tabagismo.

Keywords : Peróxido de hidrogênio; Tabagismo; Radicais livres.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English