SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.118 issue6Calcium acetate versus calcium carbonate in the control of hyperphosphatemia in hemodialysis patientsCalcified abdominal pregnancy with eighteen years of evolution: case report author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Sao Paulo Medical Journal

Print version ISSN 1516-3180

Abstract

TADDEI, José Augusto de Aguiar Carrazedo et al. Breastfeeding training for health professionals and resultant changes in breastfeeding duration. Sao Paulo Med. J. [online]. 2000, vol.118, n.6, pp. 185-191. ISSN 1516-3180.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802000000600007.

CONTEXTO: Promoção do aleitamento materno em maternidades brasileiras. OBJETIVO: Quantificar mudanças na duração do aleitamento materno de mães assistidas em maternidades expostas ao curso Wellstart-SLC, comparando-as com mudanças em mães assistidas por maternidades não expostas. TIPO DE ESTUDO: Ensaio institucional randomizado. LOCAL: Os efeitos do treinamento na duração do aleitamento materno foi avaliado em oito maternidades randomicamente alocadas ao grupo exposto (equipe freqüenta o curso Wellstart-SLC) ou controle. AMOSTRA: Em cada uma das oito maternidades, duas coortes de cerca de 50 crianças foram visitadas em suas casas ao completarem um e seis meses de vida. As primeiras coortes (n = 494) foram compostas de bebês nascidos no mês anterior ao treinamento, enquanto que as segundas coortes (n = 476) foram compostas por bebês nascidos seis meses após a exposição ao curso Weelstart-SLC. VARIÁVEIS ESTUDADAS: Para descrever o processo de desmame foram traçadas curvas de Kaplan-Meier. Para avaliar as diferenças estatísticas entre as curvas de sobrevivência foi utilizado o teste "log-rank". Foram calculadas estimativas das razões de risco(HR) ajustando modelos de regressão de riscos proporcionais de Cox aos dados. RESULTADOS: O aumento estimado, a partir das razões ajustadas para crianças nascidas em hospitais com pessoal treinado, foi 29% (HR = 0,71) e 20% (HR = 0,80) para aleitamento exclusivo e pleno respectivamente. Não foram identificadas mudanças para o tempo de aleitamento total. CONCLUSÕES: Esse ensaio randomizado confirma evidências crescentes de que treinar profissionais de saúde em hospitais, na promoção e proteção do aleitamento materno, resulta em aumento do tempo de aleitamento materno.

Keywords : Aleitamento; Países em desenvolvimento; Práticas hospitalares; Educação médica.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English