SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.119 issue1Knowledge of newborn healthcare among pregnant women: basis for promotional and educational programs on breastfeeding author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Sao Paulo Medical Journal

Print version ISSN 1516-3180

Abstract

FERRINI, Flávia Silva; ROSSI, Marcos Antonio; MOURAO NETO, Mário  and  SOARES, Fernando Augusto. Schirrous invasive ductal carcinoma of the breast overexpress p53 oncoprotein. Sao Paulo Med. J. [online]. 2001, vol.119, n.1, pp. 04-06. ISSN 1516-3180.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802001000100002.

CONTEXTO: Carcinoma da mama é a neoplasia maligna mais importante nas mulheres adultas e sua incidência apresenta crescimento em todo o mundo. O estroma tumoral é um compartimento morfológico muito importante na modulação do crescimento e invasão tumorais. As relações entre as células epiteliais e o respectivo estroma não são ainda completamente entendidas. Carcinoma esquirroso é uma variante do carcinoma ductal infiltrante usual da mama, caracterizado pelo extenso componente desmoplásico, e sua importância como tipo histológico especial é ainda motivo de debate na literatura. OBJETIVO: Comparar o grau de reação desmoplásica com a expressão de marcadores biológicos como os receptores de estrógeno e progesterona, oncoproteínas c-erbB-2 e p53, com o objetivo de estudar as inter-relações entre o estroma tumoral e as células epiteliais neoplásicas. TIPO DE ESTUDO: Estudo retrospectivo. LOCAL: Hospital do Câncer A C Camargo e Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, São Paulo, Brasil. AMOSTRA: 107 casos de mulheres adultas operadas do carcinoma ductal infiltrante da mama. Os casos foram separados em quatro grupos de acordo com a reação desmoplásica: grupo 1 ¾ menos do que 15% do tumor era constituído por estroma; grupo 2 ¾ estroma entre 15-50% de estroma; grupo 3 ¾ entre 50-85% de fibrose; e grupo 4, com mais de 85% de fibrose. O grau de fibrose foi determinado utilizando-se a coloração de picrus-sirius vermelho e quantificado com ocular estequiométrica. Reações imuno-histoquímicas foram utilizadas para determinar a expressão dos receptores de estrógeno e progesterona e as oncoproteínas c-erbB-2 e p53. VARIÁVEIS ESTUDADAS: Grau de reação desmoplásica versus expressão imuno-histoquímica de receptores de estrógeno, progesterona e oncoproteínas c-erbB-2 e p53. RESULTADOS: Os resultados mostraram que os carcinomas esquirrosos superexpressam oncoproteína p53 mais freqüentemente do que todos os demais grupos de menor reação desmoplásica. Não houve diferenças com os demais marcadores biológicos CONCLUSÃO: A reação estromal desmoplásica pode ser reguladora da expressão da proteína p53 em carcinomas ductais infiltrantes da mama. Investigações futuras devem ser conduzidas para determinar como essa expressão diferenciada pode influir no índice proliferativo, e se esta superexpressão é decorrente da mutação de gene p53 ou devido a modulação por outros fatores embebidos no estroma neoplásico.

Keywords : Neoplasias de mama; Oncoproteína p53; Oncoproteína c-erbB-2; Receptores hormonais; Carcinoma ductal infiltrante da mama.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English