SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.119 issue1Schirrous invasive ductal carcinoma of the breast overexpress p53 oncoproteinIngestion of caustic substances and its complications author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Sao Paulo Medical Journal

Print version ISSN 1516-3180On-line version ISSN 1806-9460

Abstract

ISSLER, Hugo; SA, Márcia Borges Sanches Rodrigues de  and  SENNA, Dulce Maria. Knowledge of newborn healthcare among pregnant women: basis for promotional and educational programs on breastfeeding. Sao Paulo Med. J. [online]. 2001, vol.119, n.1, pp.07-09. ISSN 1806-9460.  https://doi.org/10.1590/S1516-31802001000100003.

CONTEXTO: Os programas de incentivo ao aleitamento materno são importantes para reverter o declínio desta prática. Muitos desses programas têm se fixado em discutir exclusivamente aspectos do aleitamento materno, quando conhecimentos gerais sobre cuidados de saúde para recém-nascidos podem ser demanda importante, especialmente entre gestantes. OBJETIVO: Estudar conhecimentos de gestantes sobre cuidados gerais de saúde de recém-nascidos, incluindo aspectos referentes ao aleitamento materno. TIPO DE ESTUDO: Inquérito transversal. LOCAL: Centro de Saúde-Escola "Prof. Samuel Barnsley Pessoa" da Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo. AMOSTRA: Todas as gestantes inscritas no programa de cuidados pré-natais durante seis meses seguidos. VARIÁVEIS AVALIADAS: Aspectos da gestação atual, eventuais gestações e partos anteriores, conhecimentos sobre aspectos gerais da saúde de recém-nascidos e sobre a prática do aleitamento materno. RESULTADOS: Os resultados mostram que apenas pouco mais da metade das gestantes recebeu alguma informação sobre cuidados de saúde para recém-nascidos. É clara a desinformação quanto ao tratamento adequado do coto umbilical, à noção do que seja a icterícia neonatal e, ainda mais grave, em relação ao tratamento da monilíase, da icterícia e vacinação. Em relação ao aleitamento materno, embora quase todas as gestantes declaram intenção de amamentar, menos da metade tinha proposta concreta quanto a duração da amamentação. Os baixos índices obtidos nos tópicos que tratam da duração, intervalos de mamada e sobre a atitude a ser tomada na hipogalactia mostram desconhecimento da técnica de aleitamento. A crença do leite fraco, a desinformação de métodos contraceptivos durante a amamentação, do custo da alimentação artificial formam um contexto também negativo para esta prática. CONCLUSÕES: Os conhecimentos das gestantes entrevistadas sobre cuidados de saúde para recém-nascidos são precários, tanto no aspecto de cuidados gerais, como também em relação à prática do aleitamento materno. Estes achados devem ser levados em consideração nos programas educativos de incentivo ao aleitamento materno.

Keywords : Aleitamento materno; Promoção do aleitamento materno; Programas educativos.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License