SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.119 issue1Knowledge of newborn healthcare among pregnant women: basis for promotional and educational programs on breastfeedingFluorescent in-situ hybridization (FISH) for BCR/ABL in chronic myeloid leukemia after bone marrow transplantation author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Sao Paulo Medical Journal

Print version ISSN 1516-3180On-line version ISSN 1806-9460

Abstract

MAMEDE, Rui Celso Martins  and  MELLO FILHO, Francisco Veríssimo de. Ingestion of caustic substances and its complications. Sao Paulo Med. J. [online]. 2001, vol.119, n.1, pp.10-15. ISSN 1806-9460.  https://doi.org/10.1590/S1516-31802001000100004.

CONTEXTO: As substâncias cáusticas promovem a destruição dos tecidos através de reação de liquefação ou coagulação, e a intensidade de destruição depende do tipo da concentração, do tempo de contato e da quantidade ingerida. OBJETIVOS: Analisar as complicações observadas e correlacioná-las com a quantidade de "soda cáustica" ingerida. TIPO DE ESTUDO: Estudo retrospectivo. LOCAL: Hospital Universitário, centro de referência. PARTICIPANTES: 239 pacientes que ingeriram "soda cáustica". VARIÁVEIS ESTUDADAS: Quantidade de cáustico granulado ingerido medido em colheres de sopa, e as complicações analisadas foram: esofagite, estenose e cancerização esofágica, fístulas, perfurações, lesões do estômago, abscesso cerebral e óbito. As estenoses foram classificadas em leve, moderada e grave, conforme os achados radiológicos. RESULTADOS: Observaram-se 89,3% de esofagite que em 72,6% evoluíram para estenose e 1% para óbito na fase aguda. Estenose leve foi encontrada em 17,6%, moderada em 59,3% e grave em 23%. Nas mulheres identificou-se 80,8% de estenose e no homem 62,5%. No grupo que ingeriu fragmentos houve 46,9% de estenose e no que bebeu uma ou mais colheres, 93,6%. Constatamos 32,2% de lesões no estômago-duodeno ao ingerirem uma ou mais colheres, pois a ingestão de "fragmentos" não foi suficiente para tal. Não houve, nesse estudo, correlação entre a intensidade de lesões do esôfago e do estômago. Observaram-se 1,8% de cancerização do esôfago, 1,4% de óbitos na fase crônica, 4,6% de perfurações, 0,9% de fístulas e 1,4% de abscesso cerebral. CONCLUSÕES: As complicações tiveram relação com a quantidade de soda cáustica ingerida; que pequenas quantidades causam esofagite ou estenose e, em grande quantidade, aumentam o risco de fístulas, perfurações e óbito.

Keywords : Esofagite cáustica; Ingestão de substâncias cáusticas; Lesões inflamatórias das vias digestivas superiores; Estenose cáustica.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License