SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.120 issue4Pulmonary thromboembolism: retrospective study of necropsies performed over 24 years in a university hospital in BrazilWeight changes during chemotherapy for breast cancer author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Sao Paulo Medical Journal

Print version ISSN 1516-3180

Abstract

RIBEIRO, Sandra Aparecida; FURUYAMA, Tatiana; SCHENKMAN, Simone  and  JARDIM, José Roberto de Brito. Atopy, passive smoking, respiratory infections and asthma among children from kindergarten and elementary school. Sao Paulo Med. J. [online]. 2002, vol.120, n.4, pp. 109-112. ISSN 1516-3180.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802002000400004.

CONTEXTO: Foi demonstrado que crianças de pais fumantes estão mais predispostas a infecções respiratórias e asma. OBJETIVO: Estudar a associação de infecções respiratórias e crises de asma em crianças de quatro a nove anos de idade, matriculadas em uma escola que funciona como pré-escola e 1o. grau em São Paulo, Capital, nos meses de maio a julho de 1996, com presença de atopia, exposição ao fumo passivo e tempo de permanência na escola (parcial ou integral). TIPO DE ESTUDO: Estudo descritivo. LOCAL: Pré-escola e de primeiro grau da Universidade Federal de São Paulo. CASUÍSTICA: 183 crianças, sendo 104 meninos e 79 meninas, entre 4 e 9 anos. VARIÁVEIS ESTUDADAS: Foi administrado um questionário contendo 31 questões aos responsáveis pelas crianças e realizados 88 testes cutâneos de alergia para inalantes, nas crianças cujos pais haviam fornecido consentimento prévio. RESULTADOS: Do total de crianças, 51% tiveram infecções respiratórias nos últimos três meses e 25,7% eram asmáticas, sendo que 52,1% delas tiveram uma ou mais crises nos últimos três meses. As crianças expostas à fumaça de cigarro no domicílio não tiveram mais infecções respiratórias e crises de asma que as não-expostas. A positividade a dois ou mais testes cutâneos de alergia não se correlacionou significantemente à presença de infecções respiratórias e crises de asma nas crianças estudadas, embora tenha havido associação estatisticamente significante entre pais com história de atopia e filhos com mais infecções respiratórias e/ou crises de asma, assim como pais com história de atopia e filhos com menor exposição à fumaça de cigarro. As crianças com permanência em tempo integral na escola não tiveram maior ocorrência de infecções respiratórias e crises de asma. CONCLUSÃO: A presença de infecções respiratórias e crises de asma está associada à atopia dos pais, mas não à presença de positividade a dois ou mais testes cutâneos de alergia nas crianças. Por outro lado, a presença de infecções respiratórias e crises de asma não estiveram associadas com exposição passiva à fumaça de cigarro no domicílio e com tempo de permanência na escola.

Keywords : Infecções respiratórias; Asma; Crianças; Fumo passivo; Alergia.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English