SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.120 issue4MIDAS (Migraine Disability Assessment): a valuable tool for work-site identification of migraine in workers in Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Sao Paulo Medical Journal

Print version ISSN 1516-3180On-line version ISSN 1806-9460

Abstract

BORGES JUNIOR, Edson et al. Testicular sperm results in elevated miscarriage rates compared to epididymal sperm in azoospermic patients. Sao Paulo Med. J. [online]. 2002, vol.120, n.4, pp.122-126. ISSN 1516-3180.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802002000400007.

CONTEXTO: Técnicas de recuperação de espermatozóides podem ser empregadas juntamente com reprodução assistida em homens azoospérmicos que desejam uma gestação. Entretanto, comparações entre recuperação de espermatozóides testiculares e epididimários em relação às taxas de gestação e aborto não estão bem estabelecidas. OBJETIVOS: O objetivo deste estudo foi comparar taxas de gestação e aborto em casais submetidos à recuperação de espermatozóide testicular e epididimário associada à técnica de injeção intracitoplasmática de espermatozóide. Além disso, avaliamos as taxas de fertilização e gestação de acordo com o status dos espermatozóides recuperados (móveis ou imóveis). TIPO DE ESTUDO: Estudo retrospectivo. LOCAL: Centro privado de fertilização assistida. PARTICIPANTES: Cento e oito homens azoospérmicos foram incluídos em nosso estudo, totalizando 144 ciclos de recuperação espermática. PROCEDIMENTOS: Do total de procedimentos, em 104 procedeu-se à aspiração de espermatozóides testiculares e em 40 a recuperação espermática ocorreu por aspiração espermática epididimária. Esta foi o primeiro acesso em pacientes com azoospermias obstrutivas (n = 68), enquanto a aspiração de espermatozóides testiculares foi indicada nos casos de falhas prévias da aspiração espermática epididimária (nos pacientes com azoospermias obstrutivas) e em todos os casos com diagnóstico de azoospermias não-obstrutivas (n = 40). VARIÁVEIS ESTUDADAS: Taxas de gestação e aborto de acordo com a origem e características do espermatozóide (móvel ou imóvel). RESULTADOS: Oitenta e um e 30 ciclos foram realizados com espermatozóides recuperados de testículos e epidídimos, respectivamente. Espermatozóides móveis resultaram em altas taxas de fertilização (2PN) e gestação comparadas com espermatozóides imóveis (p < 0,05) e baixas taxas de aborto comparados com espermatozóides imóveis (p < 0,0001). Não foi encontrada diferença significativa na taxa de gestação com espermatozóides testiculares (n = 28) comparados com espermatozóides epididimários (n = 13) (p = 0,1). Entretanto, as taxas de aborto foram maiores com espermatozóides recuperados dos testículos (n = 12) comparados com espermatozóides epididimários (n = 1) (p = 0,01). CONCLUSÕES: Apesar das taxas de gestação serem semelhantes quando ICSI foi realizada com espermatozóides recuperados dos testículos e epidídimos, neste estudo, o uso de espermatozóide testicular produziu uma taxa de aborto significativamente maior, provavelmente devido à presença de aberrações cromossômicas nos espermatozóides.

Keywords : Injeção intracitoplasmática de espermatozóide; Azoospermia; Recuperação espermática.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License