SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.122 issue4Hemodynamics and renal function during administration of low-dose dopamine in severely ill patientsClinical and demographic profile of users of a mental health system for medical residents and other health professionals undergoing training at the Universidade Federal de São Paulo author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Sao Paulo Medical Journal

Print version ISSN 1516-3180

Abstract

WOLOSKER, Nelson et al. Cateteres venosos totalmente implantáveis para quimioterapia: experiência em 500 pacientes. Sao Paulo Med. J. [online]. 2004, vol.122, n.4, pp. 147-151. ISSN 1516-3180.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802004000400003.

CONTEXTO: Os dispositivos totalmente implantáveis vêm sendo cada vez mais utilizados para quimioterapia de pacientes oncológicos, porém poucos são os estudos em nosso meio que analisam os resultados obtidos com a implantação e utilização desses cateteres. OBJETIVO: Estudar os resultados obtidos com a implantação de cateteres totalmente implantáveis em pacientes submetidos a quimioterapia. TIPO DO ESTUDO: Prospectivo. LOCAL: Hospital do Câncer A.C. Camargo, São Paulo, Brasil. MÉTODOS: Foram colocados 519 cateteres totalmente implantáveis em 500 pacientes a serem submetidos a regime de quimioterapia preferencialmente utilizando-se a veia jugular externa direita. Foram avaliadas as complicações precoces, as tardias e a evolução até a retirada do dispositivo, morte ou fim de tratamento. RESULTADOS: A análise prospectiva mostrou duração média dos cateteres de 353 dias. Em 427 (82,2%) cateteres não se observou nenhuma complicação. Entre as complicações precoces, observamos 15 hematomas de trajeto, oito tromboflebites de coto distal de veia jugular externa e uma infecção de bolsa de subcutâneo. Entre as complicações tardias, observamos 43 complicações infecciosas (0,23/1000 dias de uso de cateter), 11 obstruções (0,06/1000 dias de uso de cateter) e 14 tromboses venosas profundas (0,07/1000 dias de uso de cateter). Foram retirados 101 cateteres, 35 devido às complicações e 66 por final de tratamento. 240 pacientes foram a óbito com o cateter funcionante e 178 pacientes ainda o utilizavam para quimioterapia. CONCLUSÃO: As baixas taxas de complicação obtidas nesse estudo confirmam a segurança e conveniência do uso dos acessos totalmente implantáveis em pacientes em regime prolongado de quimioterapia.

Keywords : Infecção; Trombose; Cateterismo venoso central; Cateterismo; Quimioterapia.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English