SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.122 issue4Clinical and demographic profile of users of a mental health system for medical residents and other health professionals undergoing training at the Universidade Federal de São PauloReassessment of diagnostic criteria in cutaneous lymphocytic infiltrates author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Sao Paulo Medical Journal

Print version ISSN 1516-3180

Abstract

PUECH-LEAO, Pedro; MOLNAR, Lazlo Josef; OLIVEIRA, Ilka Regina de  and  CERRI, Giovanni Guido. Prevalência de aneurismas da aorta abdominal: um programa de detecção em São Paulo. Sao Paulo Med. J. [online]. 2004, vol.122, n.4, pp. 158-160. ISSN 1516-3180.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802004000400005.

CONTEXTO: O aneurisma da aorta abdominal é uma doença assintomática, mas potencialmente fatal. Correção cirúrgica eletiva pode prevenir a rotura, e está indicada para aneurismas maiores do que 49 mm. Uma vez que os aneurismas tendem a crescer ao longo do tempo, a detecção daqueles pequenos implica em um acompanhamento cuidadoso destes pacientes. OBJETIVO: Conhecer a prevalência do aneurisma da aorta abdominal na população de São Paulo, Brasil. DESENHO: Estudo prospectivo, descritivo. LOCAL: Hospital Universitário da Universidade de São Paulo. PARTICIPANTES: Foi oferecida, por meio da imprensa, a indivíduos com 50 anos ou mais, a oportunidade de serem examinados para detecção de aneurisma da aorta abdominal. O número total de pessoas examinadas foi 2.756. PROCEDIMENTO: Todos foram submetidos a palpação abdominal e a ultra-sonografia. VARIÁVEIS ESTUDADAS: Um diâmetro máximo de 30 mm ou mais foi considerado aneurisma. RESULTADOS: 64 aneurismas foram detectados, 9 dos quais medindo mais de 49 mm. A palpação detectou 60 aneurismas, mas apenas 20 destes foram confirmados pela ultra-sonografia; por outro lado, 41 dos aneurismas detectados pela ultra-sonografia não eram palpáveis. A percentagem de aneurismas da aorta abdominal encontrados na ultra-sonografia nos subgrupos e o intervalo de confiança de 95% foram os seguintes: total, 2,3 (1,8-3); homens, 4,6 (3,5-5,9); mulheres, 0,6 (0,3-1,1); homens com 60 anos ou mais, 6 (4,3-8); mulheres com 60 anos ou mais, 0,9 (0,4-1,8). CONCLUSÃO: Em São Paulo, Brasil, estima-se que 1,8 a 3% das pessoas com 50 anos ou mais tenham aneurisma da aorta abdominal. No subgrupo de homens com 60 anos ou mais, a prevalência está entre 4,3 e 8%.

Keywords : Aneurisma aórtico; Detecção; Prevalência; Aneurisma; Peneiramento.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English