SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.122 issue4Multiple drug resistance protein (MDR-1), multidrug resistance-related protein (MRP) and lung resistance protein (LRP) gene expression in childhood acute lymphoblastic leukemiaPhospholipid transfer protein activity in two cholestatic patients author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Sao Paulo Medical Journal

Print version ISSN 1516-3180

Abstract

GUPTA, Pravin Jaiprakash. Fistulotomia por radiofreqüência: uma alternativa melhor para o tratamento da fístula anal baixa. Sao Paulo Med. J. [online]. 2004, vol.122, n.4, pp. 172-174. ISSN 1516-3180.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802004000400008.

CONTEXTO: Uma grande variedade de métodos pode ser utilizada no manejo da fístula anal baixa. No entanto, o simples método de abertura e exposição da fístula (fistulotomia) é ainda considerado o melhor deles. MATERIAIS E MÉTODOS: Um método modificado para a abordagem de fistulotomia é discutido. Este estudo descreve o procedimento, em que foi usada uma técnica de cirurgia por radiofreqüência, e o seu resultado em 232 pacientes com fístula anal baixa. Os pacientes foram acompanhados por um período de 15 meses. RESULTADOS: Os pacientes tiveram alta no mesmo dia do procedimento. A média de tempo sem trabalhar foi de quatro dias. A média de tempo para cicatrização foi de 67 dias. Quatro complicações da ferida, caracterizadas por fechamento prematuro da área externa da ferida, foram observadas, exigindo incisões da região da periferia. Duas destas feridas permaneceram abertas. O índice de recorrência foi de 1,7%. CONCLUSÃO: Nesta época em que a ênfase é dada a critérios como mínima permanência no hospital, redução da dor pós-operatória, retorno precoce ao trabalho e índices de recorrência baixos e comparáveis, existe um futuro para o procedimento de fistulotomia por radiofreqüência.

Keywords : Fístula retal; Recidiva; Cirurgia retal; Ânus; Ondas de rádio.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English