SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.124 número4Correlação positiva entre os níveis séricos e no fluido peritonial de CA-125 em mulheres com endometriose pélvicaFistula colecistocutânea espontânea: uma rara complicação da colecistopatia crônica calculosa índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Sao Paulo Medical Journal

versão impressa ISSN 1516-3180

Resumo

TURATO, Egberto Ribeiro et al. Publicações de pesquisas de campo em saúde: omissão de hipóteses e apresentação de conclusões do senso comum. Sao Paulo Med. J. [online]. 2006, vol.124, n.4, pp. 228-233. ISSN 1516-3180.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802006000400011.

CONTEXTO E OBJETIVO: A literatura médica deve se constituir de conhecimentos aplicáveis à educação profissional. Não obstante, a profusão de artigos nas bases de dados provoca inquietação entre os estudantes. Os autores consideraram a premissa de que a produção científica de campo em saúde segue uma descrição mecânica dos fenômenos sem clareza de questões motoras. O alvo foi interpretar material dos pareceres aplicados por estudantes de medicina ao analisarem artigos de periódicos indexados. DESENHO E LOCAL: Projeto de pesquisa exploratório, procurando significados latentes referentes a problemas metodológicos em uma amostra de artigos. Foi realizado em uma faculdade de medicina brasileira. MÉTODOS: Amostra construída intencionalmente com artigos de pesquisas originais de campo em saúde, publicados nos cinco anos precedentes. Resultados da investigação vieram de análise de conteúdo dos textos, realizada pelo professor com seus alunos. RESULTADOS: (1) Omissão da enunciação de hipóteses é prática equivocada: os artigos não mostraram clareza nas hipóteses para evidenciar que seus autores conheciam epistemologicamente os métodos escolhidos. (2) Premissa de que a prática da ciência normal pode deixar de pensar hipóteses: trabalhos sem hipóteses explícitas fizeram supor que eram meros repetidores dos modelos dominantes. (3) Apresentações do senso comum como sendo conclusões científicas: as pesquisas trouxeram fechamentos não-amarrados com o que teria mobilizado os investigadores inicialmente. CONCLUSÕES: Ausência de hipóteses formais faz produções científicas ficarem vulneráveis quando postas sob discussão epistemológica. Conclusões de artigos científicos são confundidas freqüentemente com afirmações do senso comum. Pesquisas quantitativas são sugeridas para estudar freqüências desses pontos metodológicos duvidosos.

Palavras-chave : Educação médica; Conhecimento; Métodos; Pesquisa qualitativa; Projetos de pesquisa.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · pdf em Inglês