SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.124 número5Análise da força de reação do solo durante o cutting no basquetebol com e sem o uso de implementos no tornozeloFatores de risco para óbito em pacientes críticos com insuficiência renal aguda índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Sao Paulo Medical Journal

versão impressa ISSN 1516-3180

Resumo

STELLA, Florindo et al. Fatores que influenciam a prescrição de psicofármacos por médicos não-psiquiatras em um abrigo de idosos no Brasil. Sao Paulo Med. J. [online]. 2006, vol.124, n.5, pp. 253-256. ISSN 1516-3180.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802006000500003.

CONTEXTO E OBJETIVO: Embora os psicotrópicos sejam uma das classes de medicações mais prescritas em abrigos para idosos, os estudos avaliando o seu padrão de prescrição são limitados em número e escopo. Este estudo visou investigar os fatores associados ao uso de psicofármacos em um abrigo para idosos no Brasil. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo retrospectivo observacional realizado no Abrigo da Velhice de Rio Claro, Instituto de Biociências, Universidade Estadual Paulista. MÉTODOS: Dados sobre prescrições foram extraídos dos prontuários médicos dos 108 idosos moradores do abrigo. Sessenta e cinco sujeitos (idade média ± desvio padrão = 74,5 ± 9,4 anos), em uso regular de medicação, constituíram a amostra. Foram examinados os efeitos das variáveis sociodemográficas e clínicas sobre o padrão de prescrição de psicofármacos. RESULTADOS: As mulheres recebiam mais psicofármacos (p = 0.038); indivíduos em uso de medicações para doenças cardiovasculares recebiam menos psicofármacos (p = 0.001). Houve correlação negativa entre número de psicofármacos prescritos e, ambos, idade (p = 0.009) e número de medicações clínicas (p = 0.009). CONCLUSÃO: Embora preliminares, os resultados indicam as doenças cardiovasculares como a variável clínica que mais influenciou a prescrição de psicofármacos. Uma excessiva precaução por parte dos clínicos pode explicar parcialmente este resultado. Novas investigações, com amostras maiores e de diferentes regiões são desejáveis para confirmação destes dados.

Palavras-chave : Envelhecimento; Asilos para idosos; Prescrição de medicamentos; Cardiopatias; Psicofarmacologia.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · pdf em Inglês