SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.124 número5Resposta ventilatória durante o exercício na cardiopatia chagásica crônicaRevisão sistemática no manejo clínico de disfunções sexuais induzidas por antipsicóticos na esquizofrenia índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Sao Paulo Medical Journal

versão impressa ISSN 1516-3180

Resumo

CIRINO, Luis Marcelo Inaco; ELIAS, Fernando Melhem  e  ALMEIDA, José Luiz Jesus de. Mediastinite descendente: uma revisão. Sao Paulo Med. J. [online]. 2006, vol.124, n.5, pp. 285-290. ISSN 1516-3180.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802006000500011.

CONTEXTO: Mediastinite é um processo inflamatório do tecido conectivo que envolve as estruturas mediastinais. Quando essa condição é causada por uma infecção em sítio cérvico-oral, a inflamação mediastinal é dita mediastinite descendente (MD). FONTE DE DADOS: O assunto foi examinado através de revisão da literatura disponível e à luz da experiência dos autores. Os bancos de dados Medline, Lilacs e Cochrane foram pesquisados, sem limite de tempo, através do termo "descending mediastinitis". As línguas utilizadas foram inglês e espanhol. SÍNTESE DOS DADOS: Existem três vias fasciais principais pelas quais um foco infecioso em região cérvico-oral pode se espalhar para o mediastino: pré-traqueal, latero-faríngeo e retrofaríngeo. Cerca de 70% dos casos de MD ocorrem através da via retrofaríngea. O índice de mortalidade situa-se ao redor de 50%. De acordo com a extensão da infecção e baseado nos achados de tomografia computadorizada (TC), MD pode ser classificada como focal (tipo I) e difusa (tipo II). As manifestações clínicas são inespecíficas e semelhantes às de outras infecções sistêmicas. O tratamento primário da MD consiste em antibióticos e drenagem cirúrgica. Existem diversas formas de abordagem no tratamento cirúrgico da MD; a escolha de qual via será utilizada depende do tipo de MD e da experiência do cirurgião. Apesar de todo o avanço no conhecimento da microbiologia e fisiopatologia da doença, ainda há controvérsias quanto à duração ideal da antibioticoterapia e à necessidade de se realizar traqueostomia nos pacientes portadores de MD. CONCLUSÃO: Como a MD é uma condição rapidamente fatal se não diagnosticada e tratada a tempo, ela deve ser sempre considerada uma emergência médica.

Palavras-chave : Mediastinite; Infecção; Mediastino; Infecção focal dentária; Sepse.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · pdf em Inglês