SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.125 issue1Vertical gastric plication versus Nissen fundoplication in the treatment of gastroesophageal reflux in children with cerebral palsyMultidimensional pain assessment of preterm newborns at the 1st, 3rd and 7th days of life author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Sao Paulo Medical Journal

Print version ISSN 1516-3180

Abstract

BATTAGLINI, Claudio et al. Os efeitos da prescrição individualizada de exercícios na composição corporal de pacientes após o tratamento de câncer de mama. Sao Paulo Med. J. [online]. 2007, vol.125, n.1, pp. 22-28. ISSN 1516-3180.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802007000100005.

CONTEXTO E OBJETIVO: Alterações no metabolismo têm sido apresentadas pela literatura e são comumente caracterizadas pela mudança progressiva da composição corporal observada na maioria de pacientes de câncer em tratamento. A literatura reporta os efeitos de programas de exercícios aeróbicos para combater o câncer e seus efeitos colaterais, porém, poucos estudos relacionados à intervenção por meio de exercícios de resistência em pacientes com câncer de mama e seus efeitos na composição corporal foram reportados na literatura. O objetivo foi determinar se um protocolo de exercícios de resistência traz alterações na composição corporal e força de pacientes com câncer de mama. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo randomizado com um grupo de controle da University of Northern Colorado, Campus Recreation and Rocky Mountain Cancer Rehabilitation Institute e North Colorado Medical Center. MÉTODOS: 20 pacientes portadoras de câncer de mama foram divididas aleatoriamente em um grupo que realizou 21 semanas de exercícios (n = 10) e um grupo de controle (n = 10). O grupo experimental realizou exercícios de intensidade baixa e moderada durante 60 minutos duas vezes por semana. A composição corporal foi avaliada pelo método de dobras cutâneas e a força msucular pelo teste de uma repetição máxima (1 RM). RESULTADOS: Foram encontradas diferenças significativas na massa magra, gordura corporal e força (p = 0,004, p = 0,004, p = 0,025, respectivamente) entre os grupos ao final do estudo. CONCLUSÃO: Os resultados deste estudo sugerem que exercícios com treinamento de força promovem mudanças na composição corporal e força em pacientes portadoras de câncer de mama sob tratamento médico.

Keywords : Exercício; Neoplasias; Tecido adiposo; Dobras cutâneas; Músculos.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English