SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.125 issue1Multidimensional pain assessment of preterm newborns at the 1st, 3rd and 7th days of lifeThe impact of a community intervention to improve cervical cancer screening uptake in the Amazon region of Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Sao Paulo Medical Journal

Print version ISSN 1516-3180

Abstract

AGUILAR-NASCIMENTO, José Eduardo de; MARRA, Jair Gimenez; SLHESSARENKO, Natasha  and  FONTES, Cor Jesus Fernandes. Eficácia do escore NNIS, proteínas de fase aguda e interleucina-6 na predição de infecções pós-operatórias em operações gastrointestinais de grande porte. Sao Paulo Med. J. [online]. 2007, vol.125, n.1, pp. 34-41. ISSN 1516-3180.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802007000100007.

CONTEXTO E OBJETIVO: Melhores resultados são esperados quando infecção pós-operatória é diagnosticada precocemente. Este estudo investigou a eficácia do escore NNIS (National Nosocomial Infection Surveillance score), interleucina-6 (IL-6) e proteínas de fase aguda na predição de infecções pós-operatórias. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo tipo serie de casos na enfermaria de cirurgia geral do Hospital Universitário Julio Muller. MÉTODOS: 32 pacientes submetidos a operações gastrointestinais de grande porte entre junho de 2004 e fevereiro de 2005 foram estudados. Correlacionou-se o escore NNIS, a evolução da IL-6 e varias proteínas de fase aguda (proteína C reativa [CRP], albumina, pré-albumina e transferrina) com a ocorrência de infecção e tempo de permanência hospitalar (LOS). RESULTADOS: O escore NNIS > 1 (p = 0.01) e a hipoalbuminemia pré-operatória (p = 00.02) significantemente correlacionaram com infecção. Ocorreu uma elevação maior de IL-6 e CRP nos pacientes com infecção. Análise multivariada mostrou maior risco de infecção em paciente com NNIS > 1 (razão de chances, RC = 10,6 [IC 95%, 1,1-102,2]; p = 0.04), albumina pré-operatória < 3 g/dl (RC = 8,77 [IC 95%, 1,13-67,86]; p = 0,03); CRP > 30 mg/l no 2º (RC = 8,27 [IC 95%, 1,05-64,79]; p = 0,03) e > 12 mg/l no 5º pós-operatória (RC = 25,92 [IC 95%, 2,17-332,71]; p < 0,01), e com IL-6 > 25 pg/ml no 5º PO (RC = 15,46 [IC 95%, 1,19-230,30]; p = 0,03). LOS associou-se com câncer transferrina, IL-6 e albumina (p < 0,05). CONCLUSÃO: NNIS, albumina, CRP e IL-6 podem ser úteis como preditores de infecção pós-operatória. Na predição do LOS, a condição de doença maligna e a evolução de albumina, transferrina e IL-6 são úteis.

Keywords : Proteína C-reativa; IL-6; Albumina; Transferrina; Infecção; Cirurgia.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English