SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.125 issue2The role of physician counseling in improving adherence to physical activity among the general populationHuman penile ossification: case report author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Sao Paulo Medical Journal

Print version ISSN 1516-3180

Abstract

LUCON, Marcos; LUCON, Antonio Marmo; PASQUALOTO, Fabio Firmbach  and  SROUGI, Miguel. Paternidade após vasectomia com dois espermogramas sem espermatozóides. Sao Paulo Med. J. [online]. 2007, vol.125, n.2, pp. 122-123. ISSN 1516-3180.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802007000200011.

CONTEXTO: O risco de paternidade após vasectomia é raro, mas existente. Falha em atingir esterilidade após vasectomia ocorre em 0.2% a 5.3% dos pacientes devido à falha técnica ou recanalização. O objetivo é descrever um caso raro, mas importante, de paternidade comprovada cujo espermograma mostrava ausência de espermatozóides. RELATO DE CASO: Um homem de 44 anos vasectomizado, cujo espermograma evidenciou azoospermia, tornou-se pai após quatro anos da esterilização. Análise sanguínea por DNA da criança e do marido provou paternidade biológica. Vasectomia pode falhar a longo prazo até com azoospermia no espermograma. O paciente deve estar informado dessa possibilidade.

Keywords : Vasectomia; Infertilidade; Paternidade; Oligospermia; Fertilidade.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English