SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.125 issue4Presumed prevalence analysis on suspected and highly suspected breast cancer lesions in São Paulo using BIRADS® criteriaSchwannomas in the head and neck: retrospective analysis of 21 patients and review of the literature author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Sao Paulo Medical Journal

Print version ISSN 1516-3180

Abstract

MAGNANI, Karla Luciana  and  CATANEO, Antônio José Maria. Força dos músculos respiratórios em obesos e influência da distribuição do tecido adiposo. Sao Paulo Med. J. [online]. 2007, vol.125, n.4, pp. 215-219. ISSN 1516-3180.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802007000400004.

CONTEXTO E OBJETIVO: A disfunção pulmonar no obeso pode estar associada a comprometimento muscular respiratório e também pode ser influenciada pelo predomínio de distribuição de gordura corporal na região toraco-abdominal. O objetivo foi avaliar a força dos músculos respiratórios em obesos e analisar a influência da distribuição do tecido adiposo. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo transversal no período pré-operatório de Cirurgia Bariátrica. Estudo desenvolvido no Programa de Pós-Graduação em Bases Gerais da Cirurgia da Universidade Estadual Paulista (Unesp) - Faculdade de Medicina de Botucatu. MÉTODO: Mensuração da força dos músculos respiratórios através das medidas das pressões inspiratórias e expiratórias máximas (PImax e PEmax) em obesos candidatos à cirurgia bariátrica. Avaliar a distribuição do tecido adiposo através da relação entre as circunferências da cintura e quadril (RC/Q). Comparar esses atributos com os valores de referência de normalidade e também entre grupos com diferentes índices de massa corpórea (IMC). RESULTADOS: Foram avaliados 23 homens e 76 mulheres. Todos foram submetidos à avaliação de PImax e 86 realizaram a PEmax. O IMC médio foi de 44,42 kg/m2. Os valores de PImax e de PEmax estavam dentro dos padrões de normalidade, a relação cintura-quadril mostrou distribuição do tecido adiposo na porção superior corporal e não houve correlação entre as variáveis estudadas. CONCLUSÃO: Na população de obesos estudada, o excesso de peso não provocou alterações na força dos músculos respiratórios, e as modificações não foram influenciadas pela distribuição de gordura predominante em porção superior corporal.

Keywords : Obesidade; Músculos respiratórios; Constituição corporal; Relação cintura-quadril; Cirurgia.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English