SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.126 issue4Intestinal metaplasia in gallbladders: prevalence studySulfasalazine-induced DRESS syndrome (Drug Rash with Eosinophilia and Systemic Symptoms) author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Sao Paulo Medical Journal

Print version ISSN 1516-3180

Abstract

TEIVE, Hélio Afonso Ghizoni; CAMPOS, Ricardo William Genaro Rodrigues de; MUNHOZ, Renato Puppi  and  WERNECK, Lineu César. Escaras de decúbito e as definições de Charcot: relatos de dois casos. Sao Paulo Med. J. [online]. 2008, vol.126, n.4, pp. 223-224. ISSN 1516-3180.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802008000400005.

CONTEXTO E OBJETIVO: Escaras de decúbito (ED) são lesões decorrentes de fluxo sangüíneo inadequado, com desnutrição tecidual secundária à pressão prolongada da pele, tecido conjuntivo, músculos e/ou ossos. Os autores relatam dois casos de pacientes com grave comprometimento neurológico e com vários fatores predisponentes para o desenvolvimento de escaras de decúbito, porém com conseqüências opostas. RELATO DE CASOS: O primeiro caso, um jovem paciente em estado vegetativo persistente, desenvolveu extensas ED evoluindo para sepse e óbito. O segundo caso, o paciente com esclerose lateral amiotrófica (ELA), ficou longo período restrito ao leito com imobilidade acentuada, mas sem o aparecimento de ED. Estas duas situações clínicas já foram bem definidas por Charcot no século XIX, quando este criou o termo "decubitus ominosus" que se aplica ao primeiro caso, e quando definiu que pacientes com ELA raramente desenvolvem ED, fato observado no segundo caso.

Keywords : Úlcera de pressão; Avaliação de processos e resultados [Cuidados de Saúde]; Estado vegetativo persistente; Esclerose amiotrófica lateral.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English