SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.126 número6Can sibutramine alter systemic blood pressure in obese patients? Systematic review and meta-analysis índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Sao Paulo Medical Journal

versión impresa ISSN 1516-3180

Resumen

RIBEIRO, Rodrigo Chaves et al. Embolia de cateter totalmente implantável: relato de dois casos. Sao Paulo Med. J. [online]. 2008, vol.126, n.6, pp. 347-349. ISSN 1516-3180.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802008000600011.

CONTEXTO E OBJETIVO: Os cateteres de longa permanência totalmente implantáveis (por exemplo, Port-a-Cath®) são muito utilizados para acesso venoso de longa duração em crianças com câncer. O uso deste tipo de cateter está associado a algumas complicações como infecção, extrusão, extravasamento e trombose. A embolia de fragmento de cateter é complicação rara, mas com potencial morbidade. O objetivo do estudo foi relatar dois casos em que houve embolia de fragmento de cateter de longa permanência. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Série de casos do Hospital do Servidor Público estadual, São Paulo. MÉTODOS: Estudo retrospectivo das embolias de cateter de longa permanência em crianças. RESULTADOS: No primeiro caso, descreve-se uma menina com diagnóstico de tumor de Wilms estádio IV aos três anos de idade. Iniciou tratamento com implante de cateter de longa permanência em veia subclávia. Três anos após diagnóstico, foi programada a retirada do cateter por término de tratamento. No momento da retirada, houve fratura intracardíaca do cateter. Houve necessidade de retirada do fragmento intracardíaco com hemodinâmica. O segundo caso tratava-se de um menino com diagnóstico de tumor de Wilms estádio II aos dois anos de idade. Teve o cateter implantado no início do tratamento. No momento da retirada por fim de tratamento, o cateter já havia desconectado e embolizado. O fragmento intracardíaco foi retirado também por procedimento de hemodinâmica. CONCLUSÃO: A embolia de fragmentos de cateter em cateteres de longa permanência é uma complicação rara, mas que necessita ser reconhecida, mesmo em pacientes assintomáticos.

Palabras llave : Cateteres de demora; Cateterismo venoso central; Embolia; Cateterismo; Protocolos de quimioterapia combinada antineoplásica.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés     · pdf en Inglés