SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.127 issue1CD34-positive cells and their subpopulations characterized by flow cytometry analyses on the bone marrow of healthy allogenic donors author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Sao Paulo Medical Journal

Print version ISSN 1516-3180

Abstract

IMBELLONI, Luiz Eduardo; GOUVEIA, Marildo Assunção  and  CORDEIRO, José Antonio. Raquianestesia continua versus bloqueio combinado raqui-peridural para cirurgias ortopédicas de grande porte: estudo prospectivo e aleatório. Sao Paulo Med. J. [online]. 2009, vol.127, n.1, pp. 7-11. ISSN 1516-3180.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802009000100003.

CONTEXTO E OBJETIVOS: Em cirurgias ortopédicas de grande porte, a raquianestesia contínua e o bloqueio combinado raqui-peridural são métodos seguros e confiáveis. Neste estudo prospectivo foram comparadas as propriedades e efeitos colaterais da raquianestesia contínua com o bloqueio combinado raqui-peridural de punção única em pacientes programados para cirurgia ortopédica de quadril, joelho e fraturas de fêmur. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo prospectivo, conduzido no Instituto de Anestesia Regional do Hospital de Base de São José do Rio Preto. MÉTODOS: 240 pacientes com cirurgias de quadril, artroplastia de joelho ou correção de fratura de fêmur programadas foram aleatoriamente arrolados para receberem raquianestesia contínua ou bloqueio combinado raqui-peridural (CSE). Os bloqueios foram realizados com o paciente na posição lateral no interespaço L3-L4. O sucesso das punções, dificuldades técnicas, parestesia, nível do bloqueio sensitivo e bloqueio motor, necessidade de doses complementares de anestésico local, grau de dificuldade técnica, alteração cardiociruculatória e cefaléia pós-punção foram registradas. Ao final da cirurgia, o cateter foi retirado e foi avaliado se havia refluxo de líquor. RESULTADOS: Sete pacientes foram excluídos (3 CSA e 4 CSE). Houve uma menor incidência significativa de parestesia no grupo CSA. O nível do bloqueio sensitivo foi significantemente mais alto no grupo CSE. Bloqueio motor completo ocorreu em 110 pacientes do grupo CSA e em 109 do grupo CSE. Hipotensão arterial foi observada significantemente mais freqüente no grupo CSE. Cefaléia pós-punção da dura-máter ocorreu em dois pacientes de cada grupo. CONCLUSÃO: Nossos resultados sugerem que ambas as técnicas provêm boa anestesia cirúrgica com baixa incidência de complicação. O nível do bloqueio sensitivo e as alterações hemodinâmicas foram menores com a raquianestesia contínua (CSA).

Keywords : Raquianestesia; Anestesia epidural; Procedimentos ortopédicos; Bupivacaína; Anestésicos locais.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English