SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.127 número1Células CD34-positivas e suas subpopulações caracterizadas por análise de citometria de fluxo em doadores para transplante alogênico de medula ósseaPrevalência de duplicação interna in tandem/fms-receptor tirosino-quinase (DIT/FLT3) em pacientes com leucemia mielóide aguda de novo classificados conforme grupos citogenéticos de risco índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Sao Paulo Medical Journal

versão impressa ISSN 1516-3180versão On-line ISSN 1806-9460

Resumo

JABLONKA, Fernando et al. Dosagem sérica do N-telopeptídeo do colágeno tipo I (NTx) em pacientes com tumores sólidos. Sao Paulo Med. J. [online]. 2009, vol.127, n.1, pp.19-22. ISSN 1516-3180.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802009000100005.

CONTEXTO E OBJETIVO: Os N-telopeptídeos do colágeno tipo-I (NTx) elevam-se quando a reabsorção óssea está aumentada, devido a condições como osteoporose e metástase óssea. Sendo assim, temos por objetivo avaliar os níveis séricos de NTx em uma população heterogênea de pacientes com tumores sólidos. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo transversal analítico com grupo controle, realizado em hospital público terciário. MÉTODOS: 19 pacientes sem história de câncer e 62 pacientes com tumores sólidos de vários tipos, encaminhados para estadiamento e investigação dos sintomas esqueléticos, foram avaliados pela técnica de ELISA (Enzyme Linked Immuno Sorbent Assay) quantitativa para a dosagem de NTx. Três especialistas leram todas as imagens ósseas. RESULTADOS: O nível de NTx encontrado em pacientes com câncer e metástase óssea, sem metástase óssea e sem diagnóstico de câncer foi 46,77 ± 2,58, 32,85 ± 2,05 e 22,32 ± 2,90, respectivamente (P < 0,0001). Não encontramos correlação entre o NTx, idade, sexo, história de dor óssea, tipo de tumor e níveis de fosfatase alcalina óssea. Encontramos correlação significativa entre os níveis de NTx e de Fosfatase Alcalina (r2 = 0,08, P = 0,022). CONCLUSÃO: O NTx sérico é significativamente mais elevado em pacientes com tumores sólidos e metástases ósseas quando comparado com pacientes sem metástases ósseas e controles normais.

Palavras-chave : Neoplasias ósseas; Cintilografia; Valor preditivo dos testes; Fosfatase alcalina; Colágeno tipo I.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons