SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.127 issue6Evidence in dentistry guidelinesDesigns of studies published in two Brazilian journals of orthopedics and sports medicine, recently indexed in the ISI Web of Science author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Sao Paulo Medical Journal

Print version ISSN 1516-3180

Abstract

CICARELLI, Domingos Dias; VIEIRA, Joaquim Edson  and  BENSENOR, Fábio Ely Martins. Proteína C-reativa não é um marcador útil de infecção em unidade de terapia intensiva cirúrgica. Sao Paulo Med. J. [online]. 2009, vol.127, n.6, pp. 350-354. ISSN 1516-3180.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802009000600006.

CONTEXTO E OBJETIVO: A proteína C reativa (PCR) é muito usada como marcador de estados inflamatórios e na identificação precoce de infecção. Este estudo teve como proposta investigar a PCR como marcadora de infecção em pacientes em choque séptico no período pós-operatório. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo prospectivo, monocêntrico, desenvolvido numa unidade de terapia intensiva pós-operatória do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. MÉTODOS: Foram avaliados 54 pacientes no pós-operatório, sendo 29 deles com choque séptico (grupo SS) e 25 com síndrome da resposta inflamatória sistêmica (grupo SI). Todos os pacientes foram acompanhados durante sete dias pelo escore SOFA (Sequential Organ Failure Assessment) e com dosagens diárias de PCR e lactato. RESULTADOS: As dosagens de PCR não diferiram entre os grupos. Não foi observada correlação entre dosagem de PCR e lactato ou escore SOFA nos grupos estudados. Observamos que as concentrações plasmáticas de PCR estavam elevadas em quase todos os pacientes avaliados. Os pacientes no pós-operatório apresentam estado inflamatório em resposta à agressão cirúrgica, sendo este fato capaz de explicar as dosagens de PCR elevadas, independentemente de o paciente estar ou não infectado. CONCLUSÕES: Este estudo não evidenciou correlação entre PCR e infecção nos pacientes com síndrome da resposta inflamatória sistêmica e choque séptico no período pós-operatório precoce.

Keywords : Choque séptico; Proteína C-reativa; Síndrome de resposta inflamatória sistêmica; Insuficiência de múltiplos órgãos; Lactatos.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English