SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.128 número3Prognóstico para pacientes grávidas portadoras de câncer de mama: estudo caso-controle pareadoConfiabilidades intra e interobservador na interpretação da tomografia computadorizada de alta resolução do pulmão de lactentes prematuros índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Sao Paulo Medical Journal

versão impressa ISSN 1516-3180

Resumo

KOHLER, Hugo Fontan et al. Uma análise multivariada de fatores prognósticos para o carcinoma lobular de mama. Sao Paulo Med. J. [online]. 2010, vol.128, n.3, pp. 125-129. ISSN 1516-3180.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802010000300004.

CONTEXTO E OBJETIVO: O carcinoma lobular é o segundo tipo de neoplasia mais frequente na mama e tem características clínicas e patológicas próprias. Nosso objetivo foi avaliar fatores prognósticos para esse tipo de câncer de mama. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo retrospectivo em instituição terciária oncológica. MÉTODOS: 162 pacientes diagnosticadas e tratadas entre janeiro de 1985 e janeiro de 2002 foram incluídas. Os critérios de inclusão foram: ausência de tratamento prévio, diagnóstico histológico de carcinoma lobular, ausência de história prévia de câncer de mama e acompanhamento mínimo de 36 meses. RESULTADOS: Em análise univariada, os seguintes fatores foram estatisticamente significativos: estágio T clínico (P = 0,0005), estágio N clínico (P = 0,0014), quimioterapia neoadjuvante (P = 0,0008), tamanho do tumor primário (P < 0,0001), invasão vascular (P < 0,0001), invasão linfática (P = 0.0004), invasão neural (P = 0,0004), invasão de pele (P < 0,0001), transposição capsular (P = 0,0008), relação linfonodal (P < 0,0001), expressão de receptor estrogênico (P = 0,0168), expressão de receptor de progesterona (P = 0,0286), estágio T patológico (P < 0,0001), estágio N patológico (P < 0,0001), quimioterapia adjuvante (P < 0,0001) e hormonioterapia pós-operatória (P = 0.0367). Agrupando-se as variáveis, realizou-se análise multivariada. Presença de metástases linfonodais, transposição capsular, razão linfonodal e hormonioterapia pós-operatória permaneceram significantes. CONCLUSÃO: Nesta série, os fatores prognósticos mais importantes para carcinoma lobular de mama parecem ser aqueles relacionados com status linfonodal e presença de transposição capsular. Fatores relacionados ao comprometimento axilar, transposição capsular e terapia hormonal foram significativos para sobrevida.

Palavras-chave : Carcinoma lobular; Prognóstico; Excisão de linfonodo; Quimioterapia; Radioterapia.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · pdf em Inglês