SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.128 issue5Prevalence of common thrombophilia markers and risk factors in Indian patients with primary venous thrombosisCauses of discontinuity of blood donation among donors in Shiraz, Iran: cross-sectional study author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Sao Paulo Medical Journal

Print version ISSN 1516-3180

Abstract

SOUSA, Alexandre de Andrade et al. Evolução dos níveis dos íons fósforo e magnésio séricos e sua correlação com valores de cálcio total após tireoidectomia. Sao Paulo Med. J. [online]. 2010, vol.128, n.5, pp.268-271. ISSN 1516-3180.  https://doi.org/10.1590/S1516-31802010000500005.

CONTEXTO E OBJETIVO: A concentração do íon magnésio está diretamente e a do íon fósforo inversamente relacionada à calcemia. O objetivo foi avaliar a evolução das concentrações dos íons magnésio e fósforo nos pacientes submetidos a tireoidectomia, e relacioná-los com as alterações da concentração do cálcio. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo prospectivo realizado no Instituto Alfa de Gastroenterologia, Hospital das Clínicas, Universidade Federal de Minas Gerais. MÉTODOS: O estudo incluiu 333 pacientes de ambos os sexos, com média de idade de 45 ± 15 anos, submetidos a tireoidectomia no período de 2000 a 2005. Cálcio total, fósforo e magnésio foram dosados no pré-operatório e com 24 e 48 horas de pós-operatório. As alterações dos íons foram avaliadas de acordo com a presença ou ausência de hipocalcemia pós-operatória. RESULTADOS: Houve queda estatisticamente significativa dos níveis sanguíneos de fósforo 24 horas e 48 horas após a tireoidectomia em relação ao pré-operatório nos pacientes que não tiveram hipocalcemia. Quanto aos pacientes que evoluíram com hipocalcemia, houve queda significativa do fósforo plasmático no primeiro dia de pós-operatório e elevação, também estatisticamente significativa, no segundo dia em relação ao fósforo pré-operatório. Foi também observada queda significativa do magnésio pós-operatório em relação ao pré-operatório no primeiro e no segundo dia após a tireoidectomia nos pacientes com hipocalcemia. Naqueles sem hipocalcemia, a queda do magnésio foi significativa no primeiro dia, mas não houve diferença no segundo dia. CONCLUSÃO: Embora alterados no pós-operatório, as concentrações dos íons magnésio e fósforo não apresentaram papel na calcemia pós-tireoidectomia.

Keywords : Magnésio; Fósforo; Cálcio; Tireoidectomia; Complicações.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License