SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.128 issue5The effect of poverty on developmental screening scores among infantsUse of albumin as a risk factor for hospital mortality among burn patients in Brazil: non-concurrent cohort study author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Sao Paulo Medical Journal

Print version ISSN 1516-3180

Abstract

SOARES, Alexandra Dezani; GOULART, Bárbara Niegia Garcia de  and  CHIARI, Brasilia Maria. Competência narrativa em crianças deficientes auditivas e ouvintes: estudo transversal analítico. Sao Paulo Med. J. [online]. 2010, vol.128, n.5, pp. 284-288. ISSN 1516-3180.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802010000500008.

CONTEXTO E OBJETIVO: A narrativa oral constitui elemento de avaliação do desenvolvimento lingüístico, entretanto, são escassos os dados padronizados para pacientes surdos. O objetivo foi comparar o uso das competências narrativas entre crianças deficientes auditivas e ouvintes. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo transversal analítico no Departamento de Fonoaudiologia, Universidade Federal de São Paulo. MÉTODO: Foram avaliadas 21 crianças com deficiência auditiva de grau moderado a profundo bilateral (casos) e 21 crianças ouvintes sem alterações de linguagem (controles) pareadas por sexo, idade, grau de escolaridade e tipo de escola frequentada. Foi apresentada uma prancha com figuras em sequência lógico-temporal para cada criança, para elicitar uma narrativa, e foi medido o desempenho na estrutura da narrativa e coesão. Foram analisadas as frequências das variáveis, suas associações (teste de Mann-Whitney) e intervalos de confiança de 95%. RESULTADOS: As crianças surdas apresentaram desempenho pior, na estrutura da narrativa, uso de conjunções, medidas de coesão e pontuação geral da narrativa (P < 0,05). Não houve diferença no número de proposições elaboradas e especificação de referentes nos dois grupos. Os surdos produziram maior proporção de proposições do tipo orientação (P = 0,001) e menor proporção dos tipos ações complicadoras (P = 0,015) e reação do personagem (P = 0,005). CONCLUSÃO: Os deficientes auditivos possuem alterações nos diferentes aspectos da linguagem, envolvendo forma, conteúdo e uso em relação a seus pares ouvintes. A competência narrativa também está relacionada ao tipo de escola e idade das crianças estudadas.

Keywords : Perda auditiva; Narração; Transtornos da linguagem; Transtornos da comunicação; Patologia da fala e linguagem.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English