SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.129 issue5Costs and usage of healthcare services before and after open bariatric surgery author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Sao Paulo Medical Journal

Print version ISSN 1516-3180

Abstract

KOHLER, Hugo Fontan  and  KOWALSKI, Luiz Paulo. Quem são os pacientes de baixo risco que poderiam beneficiar-se de conduta expectante do pescoço?. Sao Paulo Med. J. [online]. 2011, vol.129, n.5, pp. 285-290. ISSN 1516-3180.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802011000500002.

CONTEXTO E OBJETIVO: O manejo do pescoço clinicamente negativo é controverso, havendo um debate corrente sobre os critérios de indicação bem como o impacto prognóstico das diferentes modalidades terapêuticas. O objetivo foi comparar os resultados do esvaziamento cervical com a observação em pacientes com câncer de boca e clinicamente sem evidência de metástases cervicais. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Análise retrospectiva em hospital terciário, especializado em oncologia. MÉTODOS: Pacientes com diagnóstico de carcinoma epidermoide de boca foram analisados. Os critérios de inclusão foram: tumor primário restrito à cavidade oral/orofaringe, ausência de tratamento prévio, tratamento cirúrgico como primeira opção, estádio clínico e radiológico N0 e ausência de metástases a distância. RESULTADOS: Duzentos e sessenta e dois pacientes foram analisados. O tempo de acompanhamento variou de 4 a 369.6 meses e, ao final, havia 118 pacientes vivos, 53 óbitos pela neoplasia, 84 óbitos por outras causas e 7 óbitos pós-operatórios. Nos pacientes submetidos a esvaziamento cervical, a embolização vascular linfática (P = 0,009) e a espessura tumoral (P = 0,002) foram associados significativamente com a recidiva regional, enquanto que nos pacientes somente observados, apenas a espessura tumoral se associou significativamente (P = 0,018). Por meio do particionamento recursivo, aqueles pacientes sem fatores adversos prognósticos e espessura tumoral menor que 2 mm apresentaram resultados compatíveis em ambos os grupos. CONCLUSÃO: O esvaziamento cervical eletivo parece ser a melhor opção de tratamento. Pacientes candidatos a observação constituem um pequeno grupo e a sua categorização ideal depende de achados patológicos pós-operatórios

Keywords : Neoplasias de cabeça e pescoço; Procedimentos cirúrgicos operatórios; Neoplasias bucais; Esvaziamento cervical; Metástase linfática.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English