SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.129 issue5Lumiracoxib for acute postoperative dental pain: a systematic review of randomized clinical trialsCystic brain metastases radiologically simulating neurocysticercosis author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Sao Paulo Medical Journal

Print version ISSN 1516-3180

Abstract

MARCHINI, Giovanni Scala et al. Tumor testicular de remanescente adrenal em homem infértil com hiperplasia adrenal congênita: relato de caso e revisão de literatura. Sao Paulo Med. J. [online]. 2011, vol.129, n.5, pp. 346-351. ISSN 1516-3180.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802011000500010.

CONTEXTO: Pacientes com hiperplasia adrenal congênita (HAC) por deficiência da 21-hidroxilase podem ter a síntese de cortisol e de aldosterona prejudicada. Homens com HAC têm baixas taxas de fertilidade em comparação com a população normal, e isso está relacionado a tumores testiculares de remanescente adrenal. A associação de azoospermia e tumor testicular sugere uma causa mecânica, principalmente quando o tumor é encontrado no mediastino testicular. O método preferencial de tratamento consiste na corticoterapia intensa. No entanto, quando o tumor não é responsivo à terapia com esteroides, o tratamento cirúrgico deve ser considerado. RELATO DE CASO: Apresentamos o caso de um paciente do sexo masculino com HAC por deficiência da 21-hidroxilase, portador de tumor testicular e azoospermia. Em consulta prévia com endocrinologista, o paciente começou tratamento com baixas doses diárias de corticoide, porém, após 12 meses de tratamento, não houve mudança significativa no espermograma. Embora os níveis de hormônio adrenocortitrófico e 17-hidroxiprogesterona tenham se normalizado, os níveis séricos de hormônio folículo-estimulante, hormônio luteinizante e testosterona não se alteraram. Exame ultrassonográfico confirmou testículos bilateralmente diminuídos e heterogêneos, além de área em mosaico na projeção da rede testis bilateralmente. Ressonância nuclear magnética confirmou o achado. Biópsia testicular revelou espermatogênese e espermiogênese preservadas em 20% dos túbulos seminíferos no testículo direito. O paciente foi submetido a cirurgia poupadora testicular, com ressecção tumoral. Após 12 meses de acompanhamento, não houve recorrência tumoral, mas o paciente ainda apresentava azoospermia, sendo integrado no programa de injeção intracitoplasmática de espermatozoides.

Keywords : Hiperplasia supra-renal congênita; Tumor de resto supra-renal; Infertilidade; Testículo; Microcirurgia.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English