SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.130 issue4Association between human leukocyte antigens and graft-versus-host disease occurrence after allogenic hematopoietic stem cell transplantationEpidemiological and serological aspects of hepatitis A among children and teenagers in the city of Santos: a cross-sectional study author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Sao Paulo Medical Journal

Print version ISSN 1516-3180

Abstract

NASCIMENTO, Viviane Gabriela et al. Prevalência de sobrepeso em crianças pré-escolares em creches públicas: um estudo transversal. Sao Paulo Med. J. [online]. 2012, vol.130, n.4, pp. 225-229. ISSN 1516-3180.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802012000400004.

CONTEXTO E OBJETIVO: O Brasil atravessa um período de transição epidemiológica com mudanças demográfica e nutricional. A prevalência de obesidade está aumentando também entre crianças, causando inúmeros problemas de saúde, que estão se tornando questões de saúde pública. Objetivou-se avaliar a prevalência de excesso de peso em crianças de dois e três anos. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo transversal em creches municipais de Taubaté, São Paulo, Brasil. MÉTODOS: Em amostra probabilística e randomizada de 447 pré-escolares, foram mensurados peso e altura, e calculado o índice de massa corporal (IMC). O estado nutricional foi classificado segundo pontos de corte do referencial da Organização Mundial de Saúde (2006). Compararam-se os valores médios de peso, estatura e IMC das crianças segundo a idade e sexo. RESULTADOS: A amostra final (n = 447) apresentou as seguintes médias. Idade: 38,6 meses (± 3,5), escore Z de peso para estatura (P/E): 0,50 (± 1,22), estatura para idade (E/I): -0,03 (± 1,07), peso para idade (P/I): 0,51 (± 1,23) e IMC: 0,51(± 1,23). A prevalência de excesso de peso (IMC > 1 z) foi de 28,86% e de crianças abaixo do peso ideal (IMC < -2 z) foi de 0,89%. Não houve diferença das médias de IMC entre as idades de dois e três anos (P = 0,66). CONCLUSÃO: Na população de crianças de dois e três anos de idade, já se evidencia elevada prevalência de excesso de peso, praticamente sem desnutrição, indicando que já pode estar ocorrendo uma transição nutricional importante inclusive em cidades médias de países em desenvolvimento.

Keywords : Pré-escolar; Sobrepeso; Índice de massa corporal; Ciências da nutrição infantil; Obesidade.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English