SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.132 número5Limiares audiométricos e processamento auditivo em crianças com subnutrição precoce: um estudo retrospectivo de coorte índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Sao Paulo Medical Journal

versão impressa ISSN 1516-3180

Resumo

CAMPOS, Regis Albuquerque et al. Icatibanto, um inibidor de receptor 2 de bradicinina, para ataques de angioedema hereditário: estudo experimental prospectivo de coorte sem grupo controle. Sao Paulo Med. J. [online]. 2014, vol.132, n.5, pp.261-265.  Epub 22-Jul-2014. ISSN 1516-3180.  https://doi.org/10.1590/1516-3180.2014.1325652.

CONTEXTO E OBJETIVO:

O angioedema hereditário (AEH) com deficiência de inibidor de C1 manifesta-se por episódios recorrentes de edema envolvendo pele, trato respiratório superior e gastrointestinal. Pode ser letal por asfixia. O objetivo foi avaliar a resposta à terapia dos ataques com icatibanto, inibidor do receptor de bradicinina, recentemente introduzido no Brasil.

TIPO DE ESTUDO E LOCAL:

Estudo experimental prospectivo de coorte, sem grupo controle, da eficácia e segurança do icatibanto em paciente com AEH.

MÉTODOS:

Pacientes com diagnóstico confirmado de AEH foram incluídos de acordo com os sintomas, independentemente do tempo de início do ataque. Icatibanto foi administrado segundo protocolo aprovado no Brasil. A gravidade do sintoma foi estabelecida continuamente e os eventos adversos foram monitorados.

RESULTADOS:

24 ataques em 20 pacientes com AEH foram tratados (19 F:1 M; 19-55 anos; mediana 29 anos). Os sintomas foram: edema subcutâneo (22/24), dor abdominal (15/24) e obstrução de vias aéreas superiores (10/24). O tempo para o início do alívio foi: 5-10 minutos, 5/24 (20,8%); 10-20, 5/24 (20,8%); 20-30, 8/24 (33,4%); 30-60, 5/24 (20,8%) e 2 horas, 1/24 (4,3%). O tempo para a resolução completa variou de 4,3-33,4 horas. Somente efeitos adversos nos locais das injeções foram relatados. Eritema leve a moderado e/ou sensação de ardor foram relatados por 15/24 pacientes, prurido em 3, e 6 não tiveram efeitos adversos.

CONCLUSÃO:

Pacientes com AEH tipo I receberam icatibanto com pronta resposta; a maioria teve melhora na gravidade dos sintomas em 30 minutos. Eventos adversos locais ocorreram em 75% dos pacientes.

Palavras-chave : Angioedemas hereditários; Proteína inibidora do complemento C1; Terapêutica; Receptores da bradicinina; Bradicinina.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )