SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 número2  suppl.Farinha de vísceras de aves em rações para alevinos de tilápia do Nilo,Oreochromis niloticus (L.) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Revista Brasileira de Zootecnia

versão On-line ISSN 1806-9290

Resumo

ANDRADE-TALMELLI, Elaine Fender de; KAVAMOTO, Emico Tahira; NARAHARA, Massuka Yamane  e  FENERICH-VERANI, Nelsy. Reprodução induzida da piabanha, Brycon insignis (Steindachner, 1876), mantida em cativeiro. R. Bras. Zootec. [online]. 2002, vol.31, n.2, suppl., pp. 803-811. ISSN 1806-9290.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-35982002000400001.

Estudos de reprodução induzida da piabanha, Brycon insignis, foram realizados em janeiro-fevereiro/96 e fevereiro/97, utilizando-se exemplares de 3 a 5 anos de idade, mantidos em cativeiro na Estação Experimental da Seção de Hidrobiologia e Aqüicultura, pertencente à CESP (Companhia Energética de São Paulo), localizada na cidade de Paraibuna, SP. As fêmeas selecionadas para indução da reprodução apresentaram ventre abaulado, papila genital saliente e avermelhada e 60% dos ovócitos com núcleo em posição excêntrica. Trinta e três fêmeas foram induzidas à reprodução com dose única de hCG de 5 UI/g (gonadotropina coriônica humana); 17 receberam duas aplicações de extrato bruto de hipófise de carpa, de 0,5 e 5,0 mg/kg, com intervalo de 10 horas entre as aplicações; 18 receberam 0,5 mg/kg de extrato bruto de hipófise de carpa e, após 10 horas, 5 UI/g de hCG; 5 fêmeas receberam dose única de solução salina a 0,9%. Cerca de 10 horas após a última aplicação hormonal, 43 fêmeas responderam positivamente aos tratamentos hormonais liberando óvulos por extrusão. A distribuição de freqüência porcentual dos diâmetros dos ovócitos da amostra inicial apresentou tendência unimodal, com moda em 1250 µm. Entre os hormônios testados, o mais eficiente foi o hCG, em dose única, e o menos eficiente, o de hipófise de carpa, com aplicação de duas doses. Os machos receberam dose única de 3 UI de hCG/g. Cada fêmea liberou, em média, 24.690 óvulos, que, após a fertilização e hidratação, se apresentaram esféricos, demersais e não adesivos, com diâmetro médio de 3785 a 3900 µm, grande espaço perivitelínico e córion resistente. A taxa de fertilização oscilou entre 20 e 96% e a de eclosão, entre 0 e 85%. A temperatura da água foi de 26ºC ± 1ºC.

Palavras-chave : Brycon insignis; peixe de água doce; piabanha; reprodução induzida.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português