SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 issue3Effect of recombinant bovine somatotropin (bST) utilization on milk production from buffaloesEffect of two regimes of alimentary supplementation and two systems of production on blood traits of dairy goats bred author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Zootecnia

On-line version ISSN 1806-9290

Abstract

RESTLE, João et al. Manipulação da altura de corte da planta de milho (Zea mays, L.) para ensilagem visando a produção do novilho superprecoce. R. Bras. Zootec. [online]. 2002, vol.31, n.3, pp. 1235-1244. ISSN 1806-9290.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-35982002000500021.

O experimento foi conduzido com o objetivo de avaliar o desempenho de bezerros de corte terminados em confinamento, alimentados com silagem do híbrido de milho AG-5011 colhida a alturas de corte diferenciadas: cortes baixo (20 cm) e alto (42 cm). Foram utilizados 12 bezerros Braford com idade média de sete meses e peso médio inicial de 209 kg. O confinamento compreendeu um período total de 126 dias, sendo subdividido em dois períodos de avaliação de 63 dias, em que a relação volumoso:concentrado foi de 60:40 e 50:50para o primeiro período e segundo períodos de confinamento, respectivamente. A silagem obtida com corte alto apresentou maior DIVMO (66,67 contra 58,60%) e menor concentração de FDN (41,47 contra 47,80%). Houve interação entre altura de corte e período de avaliação para os consumos diários de matéria seca (CMS) e de energia digestível (CED) expresso em porcentagem do peso vivo e por unidade tamanho metabólico, ganho de peso médio diário (GMD), conversão alimentar (CA) e eficiência energética (CE). Animais que tiveram incluída à dieta alimentar silagem de corte alto, na primeira fase de confinamento, apresentaram maior GMD (1,352 contra 1,198 kg) e melhor CA (4,82 contra 5,39 kg de MS/kg de ganho de peso) frente à silagem de corte baixo. No entanto, com a redução da relação volumoso:concentrado na segunda fase para 50:50, o GMD (1,228 contra 1,336 kg) e CA (6,43 contra 6,34 kg de MS/kg de ganho de peso) foram similares. Os pesos de abate, de carcaça fria, o rendimento de carcaça fria e a espessura de gordura das carcaças foram similares, sendo, respectivamente, 371,8 kg; 195,3 kg; 52,46%; e 5,7 mm para o corte alto e 368,2 kg; 195,7 kg; 53,08%; e 3,7 mm para o corte baixo.

Keywords : bovinos de corte; Braford; consumo alimentar; conversão alimentar; ganho de peso.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese