SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 issue6Post-weaning nelore cattle grazing Brachiaria brizantha with protein supplement or free access to a protein bank of Leucaena leucocephala: animal performanceProportions and coefficients of growth components, non-carcass of the live weight of male and female lambs under different feeding methods author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Zootecnia

On-line version ISSN 1806-9290

Abstract

ROSA, Gilberto Teixeira da; PIRES, Cleber Cassol; SILVA, José Henrique Souza da  and  MULLER, Liziany. Crescimento de osso, músculo e gordura dos cortes da carcaça de cordeiros e cordeiras em diferentes métodos de alimentação. R. Bras. Zootec. [online]. 2002, vol.31, n.6, pp.2283-2289. ISSN 1806-9290.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-35982002000900017.

O experimento foi realizado no Setor de Ovinocultura do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Santa Maria, com o objetivo de estudar o crescimento relativo de osso, músculo e gordura do pescoço, paleta, costela e perna da carcaça de cordeiros e cordeiras, sendo utilizados 22 machos inteiros e 23 fêmeas da raça Texel. Desses, sete foram abatidos no início do experimento e os demais aos pesos de 25 ou 33 kg. Ovelhas mais cordeiros foram distribuídos em três métodos de alimentação: M1 - Silagem de milho e concentrado, apenas aos cordeirosaté o desmame, aos 60 dias; M2 - Silagem de milho e concentrado, apenas aos cordeiros até o desmame, aos 45 dias e M3 - Silagem de milho e concentrado para ovelha mais cordeiro até o desmame com 60 dias. Após o desmame, os cordeiros receberam silagem mais concentrado. Foi utilizado um delineamento inteiramente casualizado em arranjo fatorial 3 x 2 x 2 (3 métodos, 2 sexos e 2 pesos de abate). A determinação do crescimento foi obtida através da equação log y= loga + b logx, utilizando-se o logaritmo do peso de osso, músculo e gordura em função do logaritmo do peso da carcaça fria. Para pescoço, os coeficientes alométricos de osso para machos variaram de 0,23 a 0,31 e, para fêmeas, de 0,67 a 0,73, enquanto que o crescimento muscular, exceto para um dos métodos de alimentação, foi isométrico em relação à carcaça; já os coeficientes para gordura foram superiores à unidade, independentemente de sexo e método de alimentação. Quanto ao osso da paleta, os coeficientes alométricos variaram de 0,64 a 0,82 e o crescimento muscular, nos três métodos de alimentação, foi precoce apenas para machos, enquanto que para fêmeas foi isométrico. A gordura, independentemente de métodos de alimentação e sexo, apresentou crescimento tardio com coeficientes entre 1,42 e 1,68. Na perna, independentemente de métodos de alimentação e sexo, o osso apresentou crescimento precoce com coeficientes alométricos variando de 0,56 a 0,77, no entanto, para músculo, os coeficientes não diferiram da unidade, enquanto para gordura os coeficientes variaram de 1,67 a 1,96.

Keywords : coeficientes alométricos; gordura; músculo; osso; ovinos.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License