SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.33 número1Physiologic and performance responses of holstein cows in milking under different environmentsEvaluation of a signalgrass (Brachiaria decumbens Stapf) postponed pasture. 1. Quality of herbage during the dry season índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Revista Brasileira de Zootecnia

versión On-line ISSN 1806-9290

Resumen

POTTER, Bernardo Augusto Albornoz  y  LOBATO, José Fernando Piva. Efeitos de carga animal, pastagem melhorada e da idade de desmame no comportamento reprodutivo de vacas primíparas. R. Bras. Zootec. [online]. 2004, vol.33, n.1, pp. 192-202. ISSN 1806-9290.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-35982004000100023.

Foram utilizadas 92 vacas primíparas aos três anos de idade (46 Braford - 46 Hereford), manejadas em campo nativo nas cargas animais (CA) de 240 kg/ha (T1) e 320 kg/ha (T2), de 01.09.00 a 06.03.01, ou em pastagem melhorada de azevém (Lolium multiflorum L.) na CA de 400 kg/ha (T3) por 80 dias pós-parto e, posteriormente, em CA em campo nativo igual a T2 até o desmame à idade convencional (06.03.01). A estação de acasalamento transcorreu de 23.11.00 a 15.02.01. O desmame precoce (DP) foi realizado em 46 vacas em 01.01.01. O peso ao parto (PP), ao início do acasalamento (PIA) e ao final do acasalamento (PFA), não foi influenciado pelos tratamentos. Entretanto, os tratamentos influenciaram significativamente a condição corporal ao parto (CCP), ao início do acasalamento (CIA) e ao final do acasalamento (CFA). As vacas Braford tiveram PP, PIA e PFA significativamente superiores em relação às vacas Hereford. A taxa de prenhez (TP), o intervalo de partos (IEP) e o intervalo parto-concepção (IPC) não foram influenciados pelo DP. A TP não foi influenciada pelos tratamentos (T1= 93,8%; T2= 90,6%; T3= 100%) e pelo DP (DP= 97,8%; DC= 91,3%). Contudo, aos 21 dias após o início do acasalamento, 15,6 e 17,9% das vacas do T1 e T3, respectivamente, encontravam-se prenhes, enquanto nenhuma vaca (0,0%) do T2 havia concebido. Aos 42 dias após o início do acasalamento, 46,9 e 71,4% das vacas do T1 e T3 encontravam-se prenhes, respectivamente, contra 37,5% das vacas do T2. As vacas do T3 tiveram IEP (386,8 dias) e IPC (101,8 dias) significativamente menores que as vacas do T2 (399,0 e 114,0 dias, respectivamente). O T1 teve IEP (390,9 dias) e IPC (105,9 dias) intermediários, não diferindo dos demais tratamentos.

Palabras llave : Braford; campo nativo; desmame precoce; hereford; reprodução.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · pdf en Portugués