SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.35 número6Estimativas da digestibilidade e consumo de matéria seca em ovinos alimentados com feno de aveia e concentrado em resposta ao método de administração de alcano externo C32Rendimentos de carcaça, dos cortes comerciais e da porção comestível de bubalinos Murrah castrados abatidos com diferentes períodos de confinamento índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Zootecnia

versão impressa ISSN 1516-3598versão On-line ISSN 1806-9290

Resumo

KATSUKI, Pedro Andrade et al. Cinética ruminal da degradação de nutrientes da silagem de milho em ambiente ruminal inoculado com diferentes aditivos. R. Bras. Zootec. [online]. 2006, vol.35, n.6, pp.2421-2426. ISSN 1516-3598.  https://doi.org/10.1590/S1516-35982006000800031.

Objetivou-se avaliar a cinética ruminal da degradação de MS, PB e FDN da silagem de milho em ambiente ruminal inoculado com diferentes aditivos. Utilizou-se um delineamento em quadrado latino 4 x 4, com quatro bovinos holandeses e quatro períodos de incubação, em ambiente ruminal adaptado ou não com diferentes aditivos alimentares. Foram testados os seguintes tratamentos: SCL - silagem de milho em ambiente ruminal sem inoculação de aditivo; SBL - silagem de milho em ambiente ruminal inoculado com 5 g de produto comercial contendo bactérias ruminais e intestinais liofilizadas (Ruminobacter amylophilum: 3,0 x 1011 ufc/kg; Fibrobacter succinogenes: 3,0 x 1011 ufc/kg; Succinovibrio dextrinsolvens: 4,4 x 1011 ufc/kg; Bacillus cereus: 3,5 x 1011 ufc/kg; Lactobacillus acidophilus: 3,5 x 1011 ufc/kg e Streptococcus faecium: 3,5 x 1011 ufc/kg); SEC - silagem de milho em ambiente ruminal inoculado com 15 g de produto comercial contendo enzimas celulolíticas (xilanase 10%); e SMS - silagem de milho em ambiente ruminal inoculado com 3 g de produto comercial contendo monensina sódica. Os tratamentos SBL e SEC não afetaram a fração potencialmente degradável (b) dos nutrientes avaliados da silagem de milho. A monensina sódica reduziu a fração (b) da MS (51,01%) e a degradabilidade potencial da silagem de milho (72,33%). Entre os aditivos estudados, a monensina sódica proporcionou a maior fração não-degradável da FDN (45,57%), reduzindo o desaparecimento desta fração a partir de 48 horas de incubação intra-ruminal. Os diferentes aditivos, nas concentrações estudadas, não proporcionaram melhora na degradabilidade efetiva da MS, PB e FDN da silagem de milho.

Palavras-chave : bactérias liofilizadas; degradabilidade; enzimas celulolíticas; monensina sódica.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons