SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 issue4Aerobic stability of total mixed ration and marandugrass silage using microbial or chemical additive author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Zootecnia

On-line version ISSN 1806-9290

Abstract

CANTON, Régis; WEINGARTNER, Marcos; FRACALOSSI, Débora Machado  and  ZANIBONI FILHO, Evoy. Influência da freqüência alimentar no desempenho de juvenis de jundiá. R. Bras. Zootec. [online]. 2007, vol.36, n.4, pp. 749-753. ISSN 1806-9290.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-35982007000400001.

Com objetivo de avaliar a influência da freqüência alimentar no ganho de peso, na taxa de crescimento específico, na conversão alimentar e na sobrevivência de juvenis de jundiá, 12 grupos de 280 peixes (7,47 ± 1,73 g) foram estocados em viveiros de terra (2 peixes/m2). Uma dieta comercial extrusada, com 42% de PB, foi fornecida até a aparente saciedade em quatro regimes de arraçoamento: 1, 2, 3 e 4 vezes ao dia, em triplicata, durante 120 dias (maio a setembro de 2003). O ganho de peso médio foi determinado por meio de biometrias (10% da população) realizadas em intervalos de aproximadamente 40 dias. A qualidade da água foi monitorada durante o período experimental para obtenção das médias de temperatura, oxigênio dissolvido, pH, transparência, amônia, alcalinidade e dureza: 18,1 ± 0,1ºC, 7,9 ± 0,2 mg/L, 8,0 ± 0,8, 109 ± 29 cm, 0,5 mg/L, 46 mg/L CaCO3 e 40 mg/L CaCO3, respectivamente. O ganho de peso e a taxa de crescimento específico dos juvenis aumentaram com o aumento da freqüência alimentar. O ganho de peso e a taxa de crescimento específico diferiram entre os juvenis alimentados 1 e 4 vezes/dia. Os valores de conversão alimentar não diferiram significativamente entre as freqüências alimentares, porém, a sobrevivência foi significativamente maior no grupo de peixes alimentados 3 vezes/dia, em comparação àqueles alimentados 1 vez/dia. Recomenda-se a alimentação de juvenis de jundiá (8 a 45 g) pelo menos 2 vezes/dia quando cultivados em temperatura média da água de 18ºC.

Keywords : alimentação; bagre; crescimento; piscicultura; viveiro.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese