SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 issue4Effects of replacing corn and Tifton hay with forage cactus on milk production and composition of lactating dairy cowsEffects of body condition score and dietary energy levels on performance of pregnant dairy goats author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Zootecnia

On-line version ISSN 1806-9290

Abstract

OLIVEIRA, Veronaldo Souza de et al. Substituição do milho e do feno de capim-tifton por palma forrageira. Produção de proteína microbiana e excreção de uréia e de derivados de purina em vacas lactantes. R. Bras. Zootec. [online]. 2007, vol.36, n.4, pp. 936-944. ISSN 1806-9290.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-35982007000400025.

O experimento foi conduzido com os objetivos de estimar a produção e a eficiência de síntese de proteína microbiana utilizando-se a excreção total de derivados de purinas (DP) e avaliar as concentrações de uréia na urina, de uréia e N-uréia no plasma e no leite de vacas holandesas em lactação alimentadas com dietas formuladas com diferentes níveis (0; 12,0; 25,0; 38,0 e 51,0%) de palma forrageira (Opuntia ficus indica Mill) em substituição total ao milho (Zea mays L.) e parcial ao feno de capim-tifton (Cynodon spp). Foram utilizadas cinco vacas holandesas distribuídas em um quadrado latino 5 x 5. Cada período experimental teve duração de 17 dias, dez para adaptação dos animais à dieta e sete para coleta de dados. O volume urinário foi estimado em amostras spot de urina obtidas 4 horas após a alimentação. O volume urinário (27,62 L), a excreção urinária de ácido úrico (35,78 mmol/dia), alantoína na urina (288,42 mmol/dia), alantoína no leite (18,11 mmol/dia) e alantoína total (306,54 mmol/dia), a excreção de derivados de purina total (342,33 mmol/dia) e de purinas absorvidas (350,03 mmol/dia), a síntese de proteína microbiana (1.376,07g/dia) e a eficiência da síntese de proteína microbiana (115,38 g/kgNDTconsumido) não foram afetados pela substituição do milho e do feno de tifton por palma na dieta. A excreção de uréia na urina (mg/kg PV) e as concentrações de uréia e N-uréia no plasma (mg/dL) decresceram de forma linear, enquanto a excreção e as concentrações de uréia e N-uréia no leite e de glicose plasmática não foram influenciadas pelos níveis de palma na dieta. O milho pode ser substituído integralmente e o feno, parcialmente, por palma forrageira em dietas para vacas holandesas em lactação, pois a substituição não afetou a produção de proteína microbiana ou as perdas do nitrogênio dietético pela excreção de uréia.

Keywords : alantoína; creatinina; nitrogênio microbiano; volume urinário.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese