SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 número4  suppl.Efeito da ractopamina e de métodos de formulação de dietas sobre o desempenho e as características de carcaça de suínos machos castrados em terminaçãoFarelo de amêndoa da castanha de caju na alimentação de codornas japonesas na fase de postura índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Revista Brasileira de Zootecnia

versão On-line ISSN 1806-9290

Resumo

ORLANDO, Uislei Antonio Dias et al. Níveis de proteína bruta e suplementação de aminoácidos em dietas para leitoas mantidas em ambiente de alta temperatura dos 60 aos 100 kg. R. Bras. Zootec. [online]. 2007, vol.36, n.4, suppl., pp. 1069-1075. ISSN 1806-9290.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-35982007000500012.

Este experimento foi conduzido para determinar o nível de proteína bruta (PB) com suplementação de aminoácidos em dietas para leitoas mantidas em ambiente de alta temperatura na fase de terminação. Foram utilizadas 35 leitoas mestiças (Landrace ´ Large White) com peso médio inicial de 60,3 kg, em delineamento inteiramente ao acaso, com cinco dietas (17,3; 16,0; 14,7; 13,4 e 12,1% PB), sete repetições e um animal por unidade experimental. As dietas experimentais foram fornecidas à vontade até o final do experimento, quando os animais atingiram 100,3 kg de PV. A temperatura média no interior da sala foi mantida em 30,6ºC, com umidade relativa de 71% e índice de temperatura de globo e umidade de 81. Não houve efeito da redução do nível de PB da dieta sobre as características de desempenho estudadas (ganho de peso, consumo de ração e conversão alimentar). As características da carcaça (comprimento da carcaça, área de olho-de-lombo, espessura de toucinho e rendimentos da carcaça, de carne magra, de gordura e de pernil) também não foram influenciadas pela redução dos níveis de PB da dieta. Os níveis de PB e a suplementação de aminoácidos na dieta influenciaram os pesos absoluto e relativo do intestino; os menores valores foram observados nos animais alimentados com a dieta com menor nível de PB (12,1%). A redução do nível de PB da dieta de 17,3 para 12,1% não prejudica o desempenho de leitoas mantidas em ambiente de alta temperatura na fase dos 60 aos 100 kg, desde que as dietas sejam devidamente suplementadas com os aminoácidos essenciais limitantes.

Palavras-chave : alta temperatura; aminoácidos; leitoas; nutrição.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português