SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.37 número1Características anatômicas e valor nutritivo de quatro gramíneas predominantes em pastagem natural de Viçosa, MGSistema radicular do Panicum maximum Jacq. cv. IPR-86 Milênio adubado com nitrogênio e submetido à lotação rotacionada índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Zootecnia

versão impressa ISSN 1516-3598versão On-line ISSN 1806-9290

Resumo

EUCLIDES, Valéria Pacheco Batista et al. Avaliação dos capins mombaça e massai sob pastejo. R. Bras. Zootec. [online]. 2008, vol.37, n.1, pp.18-26. ISSN 1516-3598.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-35982008000100003.

Visando à liberação para uso comercial, realizou-se avaliação do capim-massai (Panicum maximum) quanto à adaptação e produtividade. No plantio foram utilizados 2,7 t/ha de calcário dolomítico, 500 kg/ha da fórmula 0-20-15 e 50 kg/ha de FTE BR-12. Como adubação de cobertura, efetuaram-se aplicações da fórmula 0-20-20 (200 kg/ha) e de nitrogênio (50 kg/ha de N). Os cultivares testados foram Mombaça e Massai. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados com dois tratamentos e duas repetições. Os piquetes (1,5 ha) foram subdivididos em seis e submetidos ao pastejo rotacionado, com sete dias de utilização e 35 dias de descanso. Foram utilizados quatro animais-teste por piquete e animais reguladores para manter resíduos de MS pós-pastejo superiores a 2 t/ha. Os pastos foram amostrados no pré e no pós-pastejo para se estimarem a massa de forragem, a proporção dos componentes morfológicos e o valor nutritivo. Os animais foram pesados a cada 42 dias. Os animais no pasto de capim-mombaça ganharam mais peso (437 g/novilho.dia) que aqueles no pasto de capim-massai (300 g/novilho.dia). No entanto, o capim-massai suportou maior taxa de lotação (2,15 UA/ha) que o capim-mombaça (1,86 UA/ha). No entanto, esta maior capacidade de suporte não foi suficiente para compensar o menor ganho de peso vivo dos animais neste pasto (626 kg/ha.ano) em comparação àqueles mantidos no pasto de capim-mombaça (691 kg/ha.ano). O desempenho satisfatório, associado a outras importantes características de adaptação, torna o cultivar Massai uma forrageira promissora para a diversificação e viabilização da sustentabilidade de sistema de produção de bovinos de corte.

Palavras-chave : acúmulo de forragem; desempenho animal; oferta de forragem; seleção de cultivares; taxa de lotação; valor nutritivo.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons